Rm 16:17- Rogo-vos, irmãos, que noteis bem aqueles que causam divisões e tropeços, em desacordo com o ensinamento que aprendestes, e afastai-vos deles.

2 Tm 2:25- Corrigindo com mansidão os que se opõem, na esperança de que Deus lhes conceda o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade.


Explanatory Notes

CARTA DE COMUNHÃO E ADVERTÊNCIA

4 de abril de 2009

De: Os cooperadores na restauração do Senhor
Para: Os santos e as igrejas na restauração do Senhor
Assunto:  Desvios no ensinamento e na prática de Dong Yu Lan e de seus cooperadores que promovem sua obra divisiva

Estamos escrevendo esta carta aos santos e às igrejas em toda a restauração do Senhor por causa da ampla proliferação de um problema sério causado pela obra e ministério do irmão Dong Yu Lan e seus cooperadores que promovem seus ensinamentos deturpados, práticas aberrantes e obra divisiva. Em junho de 2005, vinte e um cooperadores na restauração do Senhor, representando todos os cooperadores da África, Ásia, Austrálasia, Europa e América do Norte, escreveram uma carta ao irmão Dong para expressar preocupações a respeito de seus graves erros no ensino e na prática e dos problemas que esses erros estavam causando na restauração (ver carta anexa). A despeito de repetidas tentativas para tratar esses problemas com o irmão Dong e seus cooperadores, agora está evidente que eles não têm intenção de mudar seu rumo, antes tornaram-se cada vez mais agressivos em propagar seus ensinamentos errôneos e divisivos e em espalhar sua obra divisiva.

Nos últimos meses foram emitidas declarações públicas pelos cooperadores e irmãos responsáveis que servem noMéxico,Espanha,América Central, Caribe,Canadá,Colômbia,Alemanha, Itália e Suíça advertindo os santos nesses lugares a respeito da obra de Dong Yu Lan. Nós concordamos com o que está escrito nessas cartas e concordamos com o encargo dos irmãos ao escrevê-las. Essas advertências deveriam ser observadas por todas as igrejas em toda a restauração do Senhor sob o princípio de ser um Corpo. Também recebemos muitos relatórios de outros países a respeito de problemas causados pela obra e ministério do irmão Dong [for examples, see the Reports and Documents sections of this site]. Pelo fato de o irmão Dong e seus cooperadores estarem propagando agressivamente seus ensinamentos errôneos e espalhando sua obra separada e rival da presente restauração do Senhor levantada pelo ministério neotestamentário que nos foi trazido por Watchman Nee e Witness Lee, temos o encargo de emitir esta carta de comunhão e advertência a todas as igrejas e santos.

Pedimos aos líderes e aos santos que leiam cuidadosamente esta carta com muita oração e muita intercessão. Pedimos particularmente aos líderes onde esses ensinamentos e práticas estão se espalhando que previnam os santos contra esses erros e os inoculem com o único ensinamento neotestamentário dos apóstolos. A qualquer santo que receber esta carta e que tenha sido influenciado por esses ensinamentos e práticas, em amor instamos que você leia com sobriedade e ore a respeito do conteúdo desta carta.

“Quando parti para a Macedônia, roguei-te que permanecesses em Éfeso a fim de advertires a certas pessoas que não ensinem coisas diferentes.” (1Tm 1:3)
“E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos após si.” (At 20:30)
“Rogo-vos, irmãos, que noteis bem aqueles que causam divisões e tropeços, em desacordo com o ensinamento que aprendestes, e afastai-vos deles.” (Rm 16:17)
“Rejeita o homem faccioso, depois de uma primeira e uma segunda admoestação.” (Tt 3:10)

Pano de fundo que levou ao desvio e divisão

O irmão Witness Lee iniciou a obra da restauração do Senhor na América do Sul, incluindo o Brasil. Em 1958 e 1959 ele exortou os santos em Taiwan que emigrassem para o Ocidente para a expansão da restauração do Senhor.11 Alguns santos responderam à comunhão do irmão Lee migrando para o Brasil para o mover do Senhor naqueles anos.2 O irmão Dong também mudou-se para lá como negociante em 1960.3 Quando o irmão Lee visitou o Brasil em 1965, o irmão Dong estava servindo com outros irmãos na liderança da igreja em São Paulo4 que, naquela época, era composta unicamente de irmãos de língua chinesa.5 O irmão Lee lhes disse que a igreja precisava trazer pessoas locais.6 Segundo testemunho publicado do irmão Dong, “Naqueles anos, contudo, não conseguimos trazer nenhuma pessoa local”. Por isso, no começo de 1970 “o Senhor enviou o irmão Chang Wu-Chen para o Brasil, abrindo assim a porta às pessoas locais” (Testemunho de Dong Yu Lan registrado em History and Testimony, Witness Lee, traduzido do chinês, p. 272).7 O irmão Chang Wu-Chen visitava frequentemente o Brasil e o irmão Samuel Cheng (Cheng Pao-Tsu) foi enviado pelo irmão Witness Lee para viver e trabalhar lá.8 Os dois deram muitas conferências naqueles anos.9 Em 1977 o irmão Dong começou também a falar em conferências.10

Antes de 1985, a expansão da restauração do Senhor na América do Sul foi realizada por meio do ministério impresso dos irmãos Nee e Lee, especialmente o Estudo-Vida de Gênesis e o Estudo-Vida de Êxodo.11 Quando o irmão Lee visitou o Brasil em 1984, ele ficou positivamente impressionado com o uso dos Estudos-Vida pelos santos.12 Isso era compatível com a prática crucial na restauração por todas as igrejas na terra participarem da comunhão comum do Corpo de Cristo, desfrutanto o ministério da era e levando a cabo o mover do Senhor em unanimidade. Tal prática representava adequadamente o Corpo de Cristo e abriu a porta para a bênção manifesta de Deus. Até o ponto em que as igrejas, o ministério e a obra na América do Sul foram um com a restauração do Senhor, eles foram guardados em uma condição saudável e desfrutaram crescimento e aumento. Reconhecemos, assim como o irmão Lee reconheceu, a contribuição que o irmão Dong e outros deram para a expansão do evangelho nos primeiros anos da restauração do Senhor na América do Sul.13 Contudo, desde então, a obra do irmão Dong foi desviando-se, cada vez mais, tanto em ensinamento como na prática, do que o irmão Lee recomendou em 1984.

O irmão Dong e seus cooperadores afirmam que ele foi a fonte da obra na América do Sul. Isso não é exato. A obra na América do Sul começou antes dele14 e as igrejas em muitas partes da América do Sul não foram produzidas por sua obra.15 Na verdade, em 1991 o irmão Lee o exortou fortemente para que não desse aos outros a impressão de que ele era um “supervisor” das igrejas no Brasil e na Argentina.16 Contudo, o irmão Dong e seus cooperadores cada vez mais afirmavam sua autoridade como “o apóstolo”17 e até mesmo o “Pai” das igrejas na América do Sul.18

Durante muitos anos o irmão Dong e seus cooperadores afirmaram que o irmão Lee disse repetidas vezes ao irmão Dong que não convidasse os cooperadores de fora da América do Sul para ministrar aos santos e às igrejas ali.19 Eles usaram essa afirmação para isolar as igrejas e santos na América do Sul do ministério geral e da comunhão na restauração do Senhor.20 Está claro no ministério falado e publicado do irmão Lee que essas afirmações não representam a liderança expressa do irmão Lee a respeito da América do Sul. Muitas declarações publicadas desde os anos 1960 até sua partida em 1997 mostram o desejo que o irmão Lee tinha de uma circulação livre e plena na comunhão do Corpo, incluindo visitas de cooperadores às igrejas na restauração do Senhor por toda a terra.21 Especialmente de 1985 até 1995, o irmão Lee falou repetidamente da necessidade de cooperadores e santos levarem o ministério para a América do Sul.22 Muitas dessas exortações estão em seus livros. Dois exemplos vão a seguir:

Toda a América Central e do Sul estão abertas para a verdade, especialmente para a verdade que há entre nós. Mesmo que enviássemos duzentos obreiros de tempo-integral para a América Central e América do Sul, não seria suficiente. Por toda parte está ecoando um clamor pela verdade. (Speaking for God, falado em 1985, p. 19)

Na região da América Central e do Caribe, incluindo Porto Rico, Belize, etc. e na América do Sul, a porta está aberta em todos os lugares e existe necessidade de as possoas irem. (Esboço Geral da Economia de Deus e o Viver Adequado de um Homem-Deus, falado em 1994, p. 72)

Poderíamos dar muitos exemplos. Contrariamente à comunhão do irmão Lee, o irmão Dong e seus cooperadores têm impedido muitas igrejas na América do Sul de receber os cooperadores e de participar da comunhão comum das igrejas na restauração do Senhor.23 Em vez disso, eles fizeram dessas igrejas um domínio particular de sua obra e ministério. Tal obra particular e comunhão fechada, sendo contrárias aos princípios do Corpo de Cristo, sempre resulta em discórdia e divisão.

IEm um estado de isolamento, a obra centrada no Brasil subordinada a Dong Yu Lan tem se desviado cada vez mais tanto na verdade como na prática. Desde 1985 o irmão Dong começou a reinterpretar e alterar o ministério na restauração do Senhor, publicando suas próprias palavras em vez de simplesmente alimentar os santos com o ministério neotestamentário de Watchman Nee e Witness Lee.24 A fim de justificar suas ações, ele afirmou que as pessoas da América do Sul precisavam que ele “digerisse” o ministério do irmão Lee e, então, o apresentasse a elas de maneira simples, para que elas pudessem entender.25 Assim, o ministério de Watchman Nee e Witness Lee foi sutilmente substituído pelo falar e pelas publicações de Dong Yu Lan como a dieta principal da maioria das igrejas no Brasil e nos demais países e continentes para os quais sua obra se expandiu.26 O irmão Dong usou a Editora Árvore da Vida, que foi estabelecida para traduzir e publicar os escritos dos irmãos Nee e Lee,27 para propagar seus pontos de vista próprios e divergentes.

Com o passar dos anos, o irmão Lee advertiu pessoalmente o irmão Dong a respeito de seu falar diferente, sua obra de publicação, suas visões e revelações não bíblicas, sua obra de isolamento regional e seu exercício de domínio e controle sobre as igrejas na América do Sul. Por exemplo, em 1991, o irmão Lee foi forçado a tratar pessoalmente com o irmão Dong a respeito de problemas relativos ao abuso de autoridade, regionalismo e obra de publicação inescrupulosa, na presença de cooperadores assim como de outros irmãos do Brasil.28 Em meados da década de 1990, o irmão Lee disse ao irmão Dong, na presença de alguns cooperadores, que ele não iria ao Brasil, porque se o fizesse estaria edificando a obra do irmão Dong.29 Em vez de receber a repreensão e comunhão corretiva do irmão Lee, o irmão Dong e seus cooperadores continuaram com seus erros. Em 2005 o irmão Francis Ball contou a um grupo de cooperadores, na presença de quatro dos cooperadores mais íntimos do irmão Dong, que o irmão Lee havia dito diretamente ao irmão Dong: “Irmão Dong, você não está fazendo na América do Sul o que eu estou fazendo”.30

Desde a partida do irmão Lee em 1997, os ensinamentos e práticas do irmão Dong tornaram-se decididamente mais desviados e divisivos. A despeito de diversas admoestações feitas por muitos cooperadores na restauração do Senhor, tanto por escrito como pessoalmente,31 o irmão Dong e seus cooperadores têm sido inflexíveis na propagação de seus ensinamentos e práticas. Foi por causa do aumento de problemas causados pela obra do irmão Dong que vinte e um cooperadores enviaram uma carta pessoal ao irmão Dong, em junho de 2005, em nome de todos os cooperadores, para expressar suas sérias preocupações a respeito de seus ensinamentos e obra. Rejeitando, em vez de receber a comunhão dos irmãos, o irmão Dong deturpou o tom e o conteúdo da carta em seu falar público e sugeriu que os cooperadores haviam blasfemado contra o Espírito Santo por ter escrito tal carta.32 INos últimos anos, o irmão Dong e seus cooperadores intensificaram suas declarações de autoridade. Eles também fizeram inúmeras declarações públicas e tomaram muitas atitudes na obra em rivalidade e, até mesmo, em oposição às igrejas, ao ministério e à obra da restauração do Senhor.33 Em 1984 o irmão Lee falou positivamente do apetite dos santos brasileiros pelo seu ministério e do aumento que isso produzia nas igrejas.34 O irmão Dong e seus cooperadores repetidamente manipularam o sentido dessa palavra apresentando-a como se fosse uma aprovação aos desvios atuais do irmão Dong, tanto no ensino como na obra.35

O ensinamento de Dong Yu Lan desviou-se ao ponto de violar alguns dos princípios mais básicos da fé fundamental de todos os cristãos, incluindo a questão da inspiração divina dos escritores do Novo Testamento. Além disso, seu ensinamento contém erros graves quanto à posição do ministério e ensinamento dos apóstolos, à unidade do Corpo de Cristo, à única obra para edificar o Corpo e à base adequada das igrejas locais.

Ensinamentos diferentes de Dong Yu Lan e seus cooperadores

O progresso da restauração do Senhor através dos séculos sempre foi baseado na verdade. Nossa experiência do Espírito e da vida divina está firmemente fundamentada na compreensão adequada da verdade. Em nossa prática da vida da igreja na restauração do Senhor, devemos ser absolutos pela verdade e apoiar o caráter absoluto da verdade, conforme ensinado pelos apóstolos Paulo e João (2Tm 2:15; 3Jo 3-4, 8). Devemos tomar o caminho da verdade e não comprometê-la de forma alguma (2Pe 2:2), sabendo que a verdade nos protege do erro. Qualquer ensinamento que deprecie a verdade é perigoso e não devemos aceitá-lo.

Alguém chegou a dizer que devemos nos importar apenas com o Espírito e não com princípios. Que sutil! Qualquer um que conhece a verdade sabe que isso significa aceitar apenas o Espírito e rejeitar a Bíblia, pois todos os princípios são derivados da Bíblia. É muito perigoso ter apenas o Espírito sem ter os princípios da Palavra. (Truth Messages, p. 12)

Além disso, a liderança no Novo Testamento é, na verdade, uma visão controladora da verdade sobre a economia eterna de Deus.

A liderança no ministério do Novo Testamento, na verdade, não é a liderança de uma pessoa controladora. Na restauração do Senhor, nós rejeitamos a noção de uma pessoa controlando pessoas e assuntos. Nós temos uma liderança, mas não a liderança de uma pessoa controladora. (...) A liderança não é de uma única pessoa que controla as pessoas na restauração do Senhor. A liderança na restauração do Senhor é a liderança da revelação dada por Deus, a qual nos restringe, dirige e controla, de maneira que seja evitada a divisão. (The God-ordained Way to Practice the New Testament Economy, p. 172)

Enfraquecer a inspiração e autoridade dos escritores do Novo Testamento: Em sua conferência internacional na Estância Árvore da Vida, em fevereiro de 2005, o irmão Dong disse que, quando Mateus, Marcos e Lucas escreveram seus Evangelhos, “eles não estavam no Espírito”.36 Em sua carta de junho de 2005, os vinte e um cooperadores advertiram fortemente Dong Yu Lan por ter falado isso, mostrando que tal falar lança sérias dúvidas a respeito da autoridade divina e, até mesmo, da inspiração divina, dos três primeiros Evangelhos do Novo Testamento. Os cooperadores escreveram em sua carta, “Tem sido nosso testemunho na restauração do Senhor há muito tempo o fato de toda a Bíblia ser inspirada pelo Espírito Santo de Deus, como a própria Escritura afirma. É simplesmente contra a verdade cristã dizer que Mateus, Marcos e Lucas não estavam no Espírito. Todos nós devemos rejeitar e condenar tal falar entre nós”.

Apesar da advertência dos cooperadores, o irmão Dong continuou a falar dessa maneira que deprecia grandes porções do Novo Testamento e enfraquece a autoridade dos escritores do Novo Testamento. Por exemplo: em 2006 ele disse que “os doze apóstolos” aplicaram o treinamento que receberam do Senhor “que fosse mais conveniente para eles, mas muitos deles perderam a coisa principal, que é o Espírito e Vida.”.37 Em 2007 ele referiu-se aos Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas como “tradicionais e judiciais”.38 Em 2007 ele também menosprezou repetidamente os ministérios de Paulo e de Pedro, dizendo que o ministério de Pedro era “tradicional” e que o ministério de Paulo era “judicial”.39 Enquanto o irmão Lee usava a palavra “judicial” para referir-se à redenção como o procedimento que qualifica e posiciona os crentes para desfrutarem a salvação orgânica, o irmão Dong usa o termo “judicial” com o sentido de “doutrinário”, “legalista” e “na letra”.40 Segundo o irmão Dong, pelo fato de o ministério de Paulo ser judicial, ele levava as pessoas para a mente para discutir sobre a verdade.41 Em sua conferência no outono de 2007, na Estância Árvore da Vida, Dong Yu Lan disse:

O que Deus comissionou a ele [Paulo] foi Seu Novo Testamento, mas ele escreveu isso em suas epístolas de maneira judicial e enviou às igrejas. Ele não conseguiu achar uma maneira de praticar isso na igreja. Portanto, ele perdeu sua comissão de Deus, e Deus o deixou. Mais tarde, ele foi morto pelo príncipe romano, pelo exército romano. Podemos dizer que o seu ministério judicial terminou nessa ocasião. 42

A avaliação das epístolas de Paulo pelo irmão Dong contradiz a palavra de Pedro em sua epístola, na qual ele recomenda os escritos de Paulo, dizendo que “todas as suas cartas” deveriam ser consideradas como “o restante das Escrituras” (2Pe 3:15-16).

Substituir o ministério “judicial” dos irmãos Nee e Lee: O irmão Dong ensina que Deus permitiu que Pedro e Paulo fossem mortos para terminar seus ministérios “tradicional” e “judicial” respectivamente.43 Além disso, ele ensina que o ministério do apóstolo João era “orgânico”,44 e que somente seu ministério “orgânico” pode continuar até o final desta era.45 O irmão Dong afirma que hoje somente ele e seus cooperadores estão levando a cabo o ministério “orgânico” de João de Espírito e vida.46 A difamação do ensinamento e ministério dos apóstolos por Dong Yu Lan é usada para justificar seu próprio deslocamento do ministério neotestamentário de Watchman Nee e Witness Lee e para reivindicar sua autoridade primordial e a supremacia de seu próprio ensinamento. Ele e seus cooperadores afirmam que o ministério de Watchman Nee era “judicial”;47 o ministério “judicial” de Witness Lee, assim como o ministério “judicial” de Paulo, morreu;48 as “velhas mensagens” na restauração são “doutrina”;49 e os santos na restauração “judicial” estão na mente e não negam a sua alma porque eles estudam a verdade.50 Baseados em pontos como esses, Dong Yu Lan e seus cooperadores afirmam que as mensagens dos irmãos Nee e Lee já não são aplicáveis hoje51 e que o irmão Dong ensina “a verdade atual”.52

Defender e exaltar a restauração orgânica do irmão Dong: O irmão Dong e seus cooperadores afirmam que ele e as igrejas no Brasil deixaram a “restauração judicial”53 e tornaram-se a “restauração orgânica”,54 que é “a última restauração”.55 Ele afirma que somente a América do Sul levará o comissionamento de Deus,56 enquanto o resto da restauração permanece na esfera “judicial”.57 irmão Dong diz que ele foi mais alto e além dos irmãos Nee e Lee58 e que seu ministério é a única continuação do ministério “orgânico” de João.59

Propagar “visões” e ensinamentos estranhos: O irmão Dong e seus cooperadores propagam os ensinamentos estranhos que não fazem parte da revelação divina na Bíblia Sagrada. Por exemplo: ele ensina, sem evidência bíblica ou histórica, que o apóstolo João encontrou as catorze epístolas de Paulo enquanto estava em Éfeso.60 Ele afirma que o ensino de Paulo na escola de Tirano (At 19:9-10) fez do estudo da verdade “um substituto de um toque vivo no nome e na Palavra do Senhor”.61 Os jovens na América do Sul foram ensinados que “a maneira que Paulo ajudou as igrejas na Ásia, ensinando diariamente na Escola de Tirano, durante dois anos, não foi adequada, pois em sua última epístola ele registrou o resultado disso. Todos os da Ásia o abandonaram”.62 Esse tipo de ensinamento faz com que as pessoas desprezem o estudo da verdade. Um dos cooperadores do irmão Dong ensinou que os crentes são enganados pelo “aparente apreço” que a Bíblia tem pelos bereanos em Atos 17. Ele, de fato, argumentou que os de Beréia perderam a bênção de Deus porque “examinavam diariamente as Escrituras” para ver se o que Paulo ensinava era correto.63 Isso contradiz a palavra clara de Atos 17:11-12. Tais ensinamentos minam a autoridade da Bíblia e encorajam uma aceitação indiscriminada de ensinamentos que desviam e que não têm base bíblica.

O irmão Dong afirma ter recebido uma “visão de Apocalipse 12” baseada na forma dos continentes em um mapa do mundo. Essa “visão” tem sido amplamente promovida pelo irmão Dong e seus cooperadores. Seu efeito é exaltar o papel da obra do irmão Dong. Por exemplo: A interpretação de Apocalipse 12 pelo irmão Dong concede à América do Sul um papel central no mover de Deus, tanto agora como no final dos tempos. Ele ensina que a América do Sul será o “deserto”64 onde o povo de Deus encontrará refúgio durante a grande tribulação. Baseado no mapa-múndi, o irmão Dong ensina que a forma combinada dos continentes europeu e asiático se parece com um dragão,65 e que o perímetro da África se assemelha ao de um feto, que ele afirma indicar que a África tem um relacionamento particular na produção do filho varão em Apocalipse 12.66 Baseado nisso, ele afirma que a América do Sul tem um comissionamento especial para espalhar o ensinamento e a obra do irmão Dong na África.67 Em mapas criados para representar esse ensinamento, a América do Sul é retratada como um cacho de uvas, o emblema da empresa publicadora do irmão Dong, indicando que seu ministério será a fonte de alimento para toda a terra.68 Em novembro de 2007, em uma conferência em Boston, o irmão Ron Kangas rogou publicamente que o irmão Dong e seus cooperadores parassem de ensinar isso, dizendo:

Por fim, quero apelar em amor com um coração dolorido àqueles que são responsáveis por propagar ativamente esse ensinamento: “Por favor, parem. Pelo bem da restauração do Senhor e de todas as igrejas com os amados santos, parem”. Em particular, apelo à pessoa que mostrou isso [o desenho do mapa mundi] ao irmão Lee, a quem o irmão Lee advertiu, dizendo: “Não mostre isso a ninguém”. (Ministry Magazine, vol. 12, no. 3, March 2008, p. 163)

O irmão Dong ignorou a exortação do irmão Ron, continuando a falar e expandindo sua “visão” em uma conferência em Lima, Peru, sete semanas depois. Em seu falar, Dong Yu Lan disse:

A Bíblia nos diz que o dragão estava com raiva da mulher universal e, portanto, estava tentando matá-la. Primeiramente, ele fez com que a água no Mar Mediterrâneo transbordasse e inundasse a região costeira. Por causa disso, a mulher, simbolizando as igrejas, morreu. Graças ao Senhor, a Bíblia também nos diz que houve uma abertura. Deus fez uma abertura no Estreito de Gibraltar para que a água fosse drenada para o oceano. O Mar Mediterrâneo jamais podia ser enchido, porque havia a abertura do Estreito de Gibraltar. Quando o dragão viu que a mulher não estava morta, ele procurou continuar matá-la. 69

Um tema comum nas palavras do irmão Dong é elevar sua própria obra e as igrejas que estão debaixo de sua obra. Ele afirma que somente as igrejas no Brasil avançaram para o estágio orgânico70 e que “Deus tem revelado para as igrejas na América do Sul o seu propósito mais elevado (...) porque Ele sabe que somente as igrejas no Brasil colocarão Sua palavra em prática”.71 Em 2006, em sua conferência internacional de outono na Estância Árvore da Vida, ele declarou: “Graças ao Senhor por Ele ter preservado sete mil que não dobraram seus joelhos a Baal. Aleluia! Aleluia por nós na América do Sul”.72 O irmão Dong usa sua “visão” e suas interpretações esquisitas para justificar a expansão global dos seus ensinamentos e obra em total independência da única obra e da única comunhão na restauração do Senhor em toda a terra.73

Expandir sua reivindicação presunçosa de autoridade do apostolado do Brasil para toda a terra: Com o passar do tempo, as reivindicações do irmão Dong quanto à esfera de seu suposto mandato expandiram-se do Brasil74 para a América do Sul,75 para os países de língua espanhola,76 para todas as línguas latinas77 e, hoje, para toda a terra.78 Ele tem afirmado frequentemente que o irmão Lee deu a obra na América do Sul para ele,79 mas isso não é verdade, como muitos de nós podemos testificar.80 O irmão Lee não “deu” a ele nem mesmo a obra no Brasil. Se o tivesse feito, isso teria ido contra os princípios bíblicos que o irmão Lee ensinava e praticava com relação à obra do Senhor. Enquanto o irmão Lee pedia a vários irmãos que trabalhassem em determinadas áreas geográficas, ele nunca deu partes da terra para eles como territórios, e ele sempre ensinou que todos os cooperadores na restauração do Senhor deveriam laborar juntos em comunhão e coordenação pela única obra da restauração do Senhor.

Outro fator divisivo oculto é a tendência de manter territórios separados. A obra e o mover do Senhor para a realização da economia eterna de Deus é apenas um. Se considerarmos qualquer região na qual estamos participando na única obra do Senhor como nosso território particular, isso será uma causa ou fator de divisão. (Elders' Training, Book 10: The Eldership and the God-ordained Way (2), p. 19)

Em uma reunião de presbíteros, em 6 de julho de 1991, na qual o irmão Dong estava presente, o irmão Lee disse:

Preocupa-me o fato de que, na restauração do Senhor, os irmãos em determinado país possam considerar que a obra lá seja deles. Então, alguns irmãos em outro país podem considerar que a obra lá seja deles. (...) Há uma situação prática que é anormal, e o maior problema dessa anormalidade são as obras diferentes. (Further Consideration of the Eldership, the Region of Work, and the Care for the Body of Christ, p. 19)

No dia seguinte, em uma reunião com o irmão Dong e outros para tratar de problemas na América do Sul, o irmão Lee disse:

Segundo a verdade, o Corpo de Cristo é um. Devemos preservar a unidade do Corpo. Isso é Efésios 4:2-4. Vocês devem guardar a unidade do Espírito: um Corpo e um Espírito. Guardar a unidade do Espírito é guardar a unidade do Corpo. Obviamente, ter diversas sub-regiões não é guardar a unidade.

Naquela mesma palavra, o irmão Lee culpou o irmão Dong por ser causa de discórdia na América do Sul e disse diretamente a ele:

Não dê às pessoas a impressão de que você é o supervisor das igrejas no Brasil e na Argentina e que elas têm de pedir permissão a você em tudo.

Após a morte do irmão Lee, o irmão Dong propôs a dois cooperadores de outras partes da terra que eles dividissem a terra em três regiões de obra, com a obra em todos os países de línguas neolatinas sendo reconhecida como dele.81 Não há precedente na Bíblia ou na história da restauração do Senhor de tal proposta divisiva. Ela desconsidera os princípios de um só Corpo, um só ministério e uma só obra para levar a cabo a única economia divina. Depois que sua proposta foi rejeitada, o irmão Dong expandiu ainda mais a esfera de seu alegado comissionamento. Hoje, ele está exportando ativamente sua obra para a África,82 Europa,83 Japão,84 América do Norte ,85 e América do Sul.86

Ensinamentos falsos para justificar a prática da divisão: O irmão Dong tem desenvolvido interpretações torcidas da Bíblia para justificar as práticas divisivas de sua obra. Por exemplo: o irmão Dong e seus cooperadores alegam que somente os santos e igrejas que seguem o irmão Dong, seus ensinamentos e suas “orientações” (isto é, as ordens dadas pelo irmão Dong) são “Filadélfia”.87 Aqueles que não o fazem, deixam a posição de “Filadélfia” e tornam-se “Laodicéia”.88 Além disso, eles ensinam que os de “Filadélfia” não devem ter contato com os de “Laodicéia”.89 Esse ensinamento tem sido usado para sancionar uma obra diferente e rival que tem produzido um círculo de comunhão separado entre os santos e igrejas em pelo menos quatro continentes,90 a expulsão de santos das igrejas91 e o estabelecimento de segundas reuniões da “mesa do Senhor”, separadas, em muitas cidades onde já existem igrejas locais.92 O irmão Dong e seus cooperadores também têm feito falsas acusações contra pessoas e igrejas publicamente, por escrito e em conversas privadas a fim de minar a confiança dos santos e afastá-los das igrejas e líderes existentes.93

Críticas aos cooperadores, à obra e ao ministério na restauração do Senhor: O irmão Dong e seus cooperadores procuram vindicar a superioridade de seu ministério espa-lhando relatórios falsos e malignos. Seus cooperadores reclamam que suas tentativas de comunhão tem sido frustradas desde 1994,94 quando o irmão Lee ainda estava conosco e ministrando. Na verdade, diversas tentativas foram feitas para ter comunhão com eles antes de o irmão Lee falecer e nos anos seguintes.95 Em vez de praticar a unidade com os cooperadores, o irmão Dong e seus cooperadores têm falado mal deles com expressões de desprezo e têm espalhado acusações infundadas e falsas aos seus cooperadores e aos líderes nas igrejas, tanto por palavras como por e-mails.96

O irmão Dong e seus cooperadores têm feito inúmeras acusações falsas e malignas contra o Living Stream Ministry,97 a Versão Restauração,98 a Palavra Sagrada para o Reavivamento Matinal,,99 as conferências e treinamentos internacionais,100 o treinamento de tempo-integral,101 a obra de publicação na restauração do Senhor,102 e presbíteros e cooperadores individualmente.103 Essas coisas às quais eles se opõem, contudo, foram iniciadas sob a liderança do irmão Lee e tornaram-se uma fonte de rica bênção para toda a restauração hoje.

Muitos outros ensinamentos estranhos e irregulares foram gerados dos erros e pontos de vista tendenciosos listados acima. Por exemplo: o irmão Dong e seus cooperadores têm promovido balançar, pular, dançar, fazer “trenzinhos” e “sapatear” como práticas necessárias para ser liberto do ego.104 Ele ensina que “todo aquele que é enchido com o Espírito deve ter pulado” e “se você não pulou, você não foi enchido com o Espírito”.105 Ele justifica tais atividades dizendo: “O Espírito Santo nos levou a fazer algo novo”.106

Práticas de Dong Yu Lan e sua obra hoje:

Dong Yu Lan edificou um grupo pessoal de seguidores baseado em hierarquia e reivindicações de autoridade pessoal:

O exercício da autoridade na obra do irmão Dong encontra-se em nítido contraste com a revelação bíblica a respeito de liderança e da nossa prática na restauração do Senhor. A liderança no Novo Testamento não se assenta em pessoas, como se fosse sua posse, mas no ensinamento dos apóstolos (At 2:42; Tt 1:9). Assim, na restauração do Senhor, os cooperadores não têm nenhum grupo de seguidores pessoais. Em vez de seguir pessoas de maneira oficial ou organizacional, seguimos o ensinamento saudável da economia eterna de Deus ministrado a nós pelos servos do Senhor (1Tm 1:4; 6:3). Segundo a revelação na Bíblia, ninguém além do próprio Cristo tem alguma autoridade pessoal (Mt 28:18) e somente Ele é a Cabeça do Corpo (Ef 4:15; Cl 1:18). A igreja compartilha da autoridade do Cristo ascendido por meio de Sua transmissão divina (Ef 1:19-23). Essa autoridade é realizada no suprimento mútuo de vida entre os membros do Corpo (Ef 4:15b-16). Nos três aspectos do Corpo (igreja, ministério e obra) não há organiza-ção nem hierarquia; há apenas o dispensar mútuo na comunhão da vida divina.

A prática do irmão Dong e de seus cooperadores viola esses princípios. Eles têm ensinado uma hierarquia de autoridade que consiste primeiramente em Deus, depois Cristo, depois “o apóstolo” e, finalmente, os presbíteros.107 Eles investiram “o apóstolo” Dong Yu Lan de uma autoridade quase absoluta. Eles têm ensinado que “se você for contra o irmão Dong, você estará indo contra Deus”.108 Eles estabeleceram uma hierarquia de obreiros e presbíteros para levar a cabo as “orientações” (isto é, ordens) “do apóstolo”. Irmãos são designados como “cooperadores nacionais” e “cooperadores regionais”.109 Entre os presbíteros, um pode ser designado como o “primeiro presbítero” em uma localidade.110 Tais arranjos são organizacionais e hierárquicos e são contrários à natureza orgânica do Corpo de Cristo. Em cada nível da hierarquia na obra do irmão Dong, os que têm responsabilidade devem seguir as ordens dos que estão acima deles, ou arriscam-se a serem removidos. Muitos obreiros e presbíteros foram demitidos por não serem “um com o apóstolo”."111

Dong Yu Lan e seus cooperadores têm enfatizado obediência incondicional à sua autoridade e têm buscado intimidar qualquer um que critique a obra deles. Por um lado, eles ensinam que, desde que você siga as orientações do irmão Dong, sejam elas certas ou erradas, você não terá responsabilidade diante de Deus pelo resultado. Esse ensinamento subverte a consciência dos santos e tira a sensibilidade deles pelos desvios indiscriminados da verdade. Por outro lado, o irmão Dong e seus cooperadores tem dito repetidamente que os que expressam preocupação com os ensinamentos e a obra deles arriscan-se a cometer o pecado imperdoável de blasfêmia contra o Espírito Santo.112 A fim de instilar medo nos outros, eles têm usado tragédias que recaem sobre determinados santos ou sobre sua família como exemplo do julgamento de Deus sobre os que não são um com o irmão Dong.113 Quando alguns santos deixaram o ministério do irmão Dong, eles foram amaldiçoados pelos cooperadores e seguidores do irmão Dong.114 Outros foram sujeitos a ataques cruéis com relação a falhas pessoais, inventadas por seus acusa-dores ou já tratadas há muitos anos, sem se preocupar com o dano causado aos acusados e suas famílias.115 Nós repudiamos todo esse falar abusivo, em causa-própria e repreensível.

Dong Yu Lan e seus cooperadores realizam uma obra secreta, enganadora e independente: Sem comunhão com os líderes ou com os cooperadores, o irmão Dong e seus cooperadores têm viajado à América do Norte, América do Sul, Europa, África e Japão para contatar em particular santos nas igrejas locais a fim de seduzi-los a seguir o ministério do irmão Dong.116 Eles têm cultivado relacionamentos privados entre sua obra e santos individualmente e igrejas e têm marcado suas próprias conferências e reuniões conflitantes com as conferências anteriormente marcadas na restauração na América do Norte, América do Sul e Europa, de maneira a manterem uma separação entre os santos que seguem o ministério do irmão Dong e a comunhão geral entre as igrejas na restauração do Senhor.117

Em muitos lugares eles têm espalhado secretamente publicações do irmão Dong embora os irmãos que têm responsabilidade nas igrejas lhes tenham pedido que não o façam. Os lugares nos Estados Unidos onde isso aconteceu incluem os Estados de Illinois, Maryland, Virginia, New England e Florida.118 O irmão Dong e seus cooperadores semelhantemente têm tentado espalhar seus ensinamentos irregulares por meio dos livros dele em outras partes da América do Norte, assim como na África, Europa, Japão e América do Sul.119 Recentemente, o irmão Dong e seus cooperadores chamaram muitos jovens para servir como “colportores” (vendedores ambulantes de livros) a fim de espalhar os ensinamentos dele para toda a terra.120

Dong Yu Lan e seus cooperadores praticam a divisão: O resultado final e máximo da obra do irmão Dong é divisão. Em mais de trinta cidades em doze países de quatro continentes, o irmão Dong e seus cooperadores têm estabelecido suas próprias “igrejas” e reuniões da “mesa do Senhor” em cidades onde já existiam igrejas locais ade-quadamente posicionadas.121 Apenas com base nisso, a obra do irmão Dong e seus cooperadores deve ser repudiada por todos que se importam com os interesses do Senhor em Sua restauração. Essa prática viola o princípio fundamental do Novo Testamento da base da unidade que os irmãos Nee e Lee ensinaram como verdades fundamentais na prática da restauração do Senhor:

Estabelecer igrejas segundo nossos próprios desejos é o maior pecado. Devemos temer mais do que qualquer outra coisa fundar uma igreja. Irmãos, será que vemos a seriedade desse assunto? Nada é pior do que estabelecer uma igreja à vontade. Podemos fundar qualquer coisa, mas jamais devemos estabelecer uma igreja dessa maneira, porque isso envolve a questão do Corpo de Cristo. Devemos ter clareza, perante Deus, a esse respeito. Aonde quer que vamos, primeiramente devemos descobrir se já existe ou não uma igreja naquela localidade. Não é uma questão de se a igreja ali é forte ou não. Isso é outra questão. Não importa se a igreja ali é espiritual ou não. (...) Se há uma igreja local em uma localidade, não devemos estabelecer outra. Devemos temer estabelecer outra mesa para partir o pão. Isso é algo terrível. (The Collected Works of Watchman Nee, vol. 56, pp. 379-380)

Se estou em determinada cidade, não importa como me sinto acerca dos que lá se reúnem como a única igreja e como me tratam – eu não tenho escolha. Tenho de aprender a lição da cruz. Preciso aprender a lição do quebrantamento e da autonegação. Não tenho base, direito, nem posição para iniciar outra igreja naquela cidade, uma vez que a única igreja já existe lá. Preciso ser restringido e limitado. Essa é a verdadeira lição. (The Practical Expression of the Church, p. 30)

Em algumas localidades onde há igrejas estabelecidas, os cooperadores do irmão Dong têm juntado santos para reunirem-se separadamente da igreja.122 Em outros casos, eles têm estabelecido “igrejas” em localidades próximas de onde já existe igreja – usando os limites da cidade como uma desculpa para a divisão – e, então, têm recrutado santos dessas igrejas para unirem-se a eles.123 Ambas as práticas são contrárias à verdade da base da unidade. Reuniões estabelecidas com o propósito de levantar uma comunhão separada e isolada é uma divisão.

O único corpo provém do único Deus, da única encarnação, do único Cristo em Sua encarnação, da única crucificação, da única ressurreição e do único Cristo em Sua ascensão. Se tivermos visto isso, será que ousaríamos dividir esse Corpo, criar uma divisão nesse Corpo? Certamente não. Contudo, hoje, alguns que estiveram conosco ousaram criar uma divisão. Um irmão disse a um dissidente que nós não podemos tolerar divisão. Esse dissidente, que havia criado uma divisão em Anaheim, disse, então, que ou ele dissolveria aquela divisão ou a removeria de Anaheim. Quando eu ouvi isso eu disse para mim mesmo: “Mesmo que você pudesse mudar essa divisão para Marte, ela ainda seria uma divisão”. Divisão é divisão. Por fim, aquela divisão mudou-se de Anaheim para uma cidade próxima onde já havia uma igreja estabelecida. Esse incidente nos mostra o quanto os dissidentes estão em trevas sobre o Corpo de Cristo. (One Body and One Spirit, p. 15)

Em alguns casos, os cooperadores do irmão Dong têm fomentado tais divisões semeando desconfiança cultural e étnica.124 Such sowing of suspicion among brothers is evil (Prov. 6:16, 19). Tal semear de desconfiança entre irmãos é maligno (Pv 6:16, 19). Qualquer apelo a backgrounds étnicos, lingüísticos, culturais ou nacionais como base para estabelecer círculos separados de comunhão é alheio à própria natureza do Corpo de Cristo como o único novo homem criado por Cristo na cruz por meio de Sua morte (Ef 2:15; Cl 3:10-11).

Em lugares para onde a obra do irmão Dong tem se espalhado, o posicionamento das igrejas e dos santos é medido pela unidade deles com a pessoa, os ensinamentos e as “orientações” do irmão Dong.125 Segundo o irmão Dong e seus cooperadores, uma igreja ou um santo rejeitar a orienteação de Dong Yu Lan equivale à igreja perder sua posição ou o santo perder sua posição para reunir.126 Em casos em que líderes em igrejas decidiram não mais seguir a obra ou ministério do irmão Dong, alguns dos cooperadores do irmão Dong tomaram esse desafio ao seu domínio indo a essas localidades, derrubando a liderança e substituindo os irmãos líderes por outros cuja única qualificação deve ser lealdade ao irmão Dong.127 Assim, o irmão Dong e seus cooperadores suplantaram a verdade da base da igreja e minaram a administração local das igrejas, substituindo o padrão bíblico pela fidelidade ao ministério pessoal e obra do irmão Dong como o fator governante para se reconhecer uma igreja

FPor exemplo: quando os irmãos responsáveis em uma cidade abriram sua igreja para o ministério de irmãos que estão fora da esfera da obra do irmão Dong, três dos cooperadores mais próximos do irmão Dong, agindo em nome dele, escreveram: “O irmão Dong anula a ação desses irmãos feita em nome da igreja”, declarando que somente os que seguiram o irmão Dong “permanecem firmes na base da igreja”.128 Tanto no Equador como no Chile, foi ensinado que aqueles que deixaram a “orientação” do irmão Dong Yu Lan estavam em rebelião e, portanto, haviam perdido a base da igreja.129 Em outros casos, uma nova “igreja” foi estabelecida em uma localidade onde já havia uma igreja com o único pretexto de manter “comunhão com o apóstolo”.130 Há muitos casos de santos sendo expulsos de igrejas e/ou sendo severamente perseguidos por causa do seu desejo de seguir o ministério do Novo Testamento trazido a nós pelos irmãos Watchman Nee e Witness Lee nas publicações do Living Stream Ministry.131 Essas práticas são abusivas e divisivas e não têm lugar entre as igrejas na restauração do Senhor.

Conclusão

The facts addressed in this letter are based on extensive research. Os fatos relatados nesta carta são baseados em ampla pesquisa. Os exemplos dados de ensinamentos errôneos de Dong Yu Lan e de seus cooperadores foram extraídos das palavras e escritos deles próprios. Os incidentes de problemas causados pela obra deles estão todos bem documentados. Para mais informações, veja o sítio na Internet www.afaithfulwitness.org/portuguese/. Os que têm dúvidas quanto a esta e demais cartas de advertência, devem visitar esse sítio.

Queremos afirmar claramente que os pontos de vista e as ações do irmão Dong e seus cooperadores conforme foi descrito nesta carta não representam aqueles do ministério do Novo Testamento trazido a nós por nossos irmãos Watchman Nee e Witness Lee. Tampouco eles representam a prática da liderança na restauração do Senhor desde 1920 até hoje. Nós discordamos e condenamos esses ensinamentos de erro e obra de divisão feitos em nome da restauração do Senhor.

Se uma pessoa com um papel de responsabilidade se desvia da verdade, não importando quem seja ela, os santos não devem seguí-la, mesmo que tenham recebido ajuda sua no passado. Para sermos absolutos para com a verdade e fiéis à restauração do Senhor, todos nós devemos deixar de lado sentimentos e relacionamentos pessoais (Mt 12:48-50; 1Pe 1:22).

Com relação ao quanto recebemos de ajuda de determinada pessoa no passado, se ela fez algo que ofende o Corpo, devemos praticar a verdade [referindo-se à verdade em Romanos 16:17]. (The Problems Causing the Turmoils in the Church Life, p. 32)

Ser absoluto para com a verdade significa que nenhum sentimento pessoal ou relacionamento familiar pode estar no caminho da verdade. Em assuntos espirituais, a verdade fica comprometida tão logo os relacionamentos humanos são levados em consideração. (The Collected Works of Watchman Nee, vol. 52: The Character of the Lord's Worker, p. 152)

Desejamos genuinamente e oramos para que, pelas compaixões do nosso Deus Salvador, o irmão Dong e seus cooperadores mudem seu curso. Declaramos nossa abertura para restaurar, em comunhão, qualquer um que genuinamente saia do desvio deles.

É nosso desejo mais fervoroso que os santos e as igrejas na restauração do Senhor sejam preservados de mais danos e estejam em paz para sua edificação (At 9:31). Pedimos a todos os santos que continuem a orar e interceder para isso. A todos aqueles que vieram a contatar os ensinamentos, publicações ou práticas promovidos pelo irmão Dong e por seus cooperadores, nós os prevenimos a recusá-los, para que vocês sejam salvaguardados e o Corpo seja poupado da confusão, dano e divisão que inevitavelmente resultam quando ensinamentos contrários à economia de Deus têm a permissão de lançar raízes e crescer. Àqueles que estão seguindo tais ensinamentos e práticas, nós os admoestamos no amor de Cristo a que deixem essas coisas.

Encorajamos os santos a que tenham paz e sejam fortalecidos pelo falar contínuo do Senhor em Sua restauração. Seu testemunho tem brilhado como nunca antes e Seu mover está se expandindo por toda a terra. Que o Senhor preserve todos os santos e igrejas na genuína unidade e unanimidade (Jo 17:11, 21-23; Ef 4:3-6; Rm 15:5-6), de maneira que pensemos a mesma coisa (Fp 2:2) e falemos a mesma coisa (1Co 1:10) para que, juntos, levemos a cabo a única obra do ministério do Novo Testamento de edificar o Corpo de Cristo (Ef 4:12).

Em nome dos cooperadores na restauração do Senhor.

© 2009-2018 DCP. Todos os direitos reservados.
O DCP é um projeto que visa defender e confirmar o ministério neotestamentário de Watchman Nee e Witness Lee e a prática das igrejas locais.
email