Rm 16:17- Rogo-vos, irmãos, que noteis bem aqueles que causam divisões e tropeços, em desacordo com o ensinamento que aprendestes, e afastai-vos deles.

2 Tm 2:25- Corrigindo com mansidão os que se opõem, na esperança de que Deus lhes conceda o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade.

Respostas as 23 Perguntas Colocadas na Internet
e que Circulam na America do Sul1

Introdução

Um artigo intitulado "Perguntas aos chamados 'Cooperadores Entremesclados' que até hoje não foram respondidas" foi posto na internet por um irmão sectário. Esse artigo tem sido espalhado pelos que apóiam o irmão Dong Yu Lan por todas as partes da América do Sul. O titulo desse documento declara que os cooperadores entremesclados não responderam as 23 perguntas que seguem. Pelo contrario a maioria dessas perguntas já foram totalmente respondidas e essas respostas foram colocadas no site www.afaithfulword.org por mais de dois anos em inglês, espanhol, português e chinês.2 Muitas das perguntas feitas por esse irmão sectário são perguntas retóricas, isso é, na verdade elas não buscam uma resposta, mas ao invés disso elas tencionam plantar no leitor uma antipatia pelos cooperadores na restauração do Senhor e Living Stream Ministry (LSM). O propósito delas como um desafio buscam enredar qualquer um que as respondam da mesma forma que os Fariseus e Saduceus tentaram enredar o Senhor (Mt 22). Tais perguntas estão cheias de falsas insinuações, que expõem a motivação impura e a condição doentia do questionador (1Tm 6:4).

Pelo fato de que a maioria das perguntas foram originadas por alguns irmãos sectários associados com Titus Chu elas inicialmente estavam ocultas dos leitores. As perguntas de 1-6 originalmente faziam parte de um documento anônimo colocado na internet por um desses irmãos. As perguntas de 9-20 eram originalmente parte de um documento de Nigel Tomes, um irmão que deixou a restauração do Senhor e colocou na internet diversos ataques contra as igrejas, o ministério e a obra da restauração do Senhor, incluindo criticas aos ensinamentos de Watchman Nee e Witness Lee.

Oito dessas perguntas com respeito à liderança exercida no ministério e na obra pelos cooperadores que estão na liderança na restauração do Senhor em toda terra (os "cooperadores entremesclados"). Todas essas perguntas expõem a diferença fundamental entre a obra feita por Don Yu Lan e a obra feita em toda restauração do Senhor. É ele que é obcecado com sua autoridade pessoal e, portanto rejeita a única obra na restauração do Senhor hoje.

Há treze perguntas sobre o assunto de ser restrito a uma obra de publicação no ministério na restauração do Senhor. As mesmas táticas são aplicadas em todas essas 13 perguntas num esforço de enganar o leitor. Essa tática é tirar a culpa da obra divísionista de Dong Yu Lan e colocar na unidade praticada por toda restauração do Senhor a parte da obra de Dong Yu Lan. É Dong Yu Lan quem tem causado divisão através de edificar um circulo fechado de comunhão seguindo seu próprio ministério. Nenhuma parte do Novo Testamento pode ser citada como base para se fazer essa divisão, e isso é explicitamente proibido pelo apóstolo Paulo (Rm 16:17; I Cor 1:10).

Nas paginas seguintes, cada uma das 23 perguntas estão em negrito, seguido por uma resposta a pergunta.

1. Quais são os nomes dos atuais chamados "Irmãos entremesclados"?

Essa pergunta foi totalmente respondida no livro "A Maneira de Mesclar e a Liderança no Ministério da Restauração do Senhor Hoje", dos quais segue abaixo os seguintes trechos:

Próximo do fim de sua vida, o Senhor mostrou-lhe que tinha preparado um grupo de "irmãos entremesclados" para laborar juntos a fim de levar a cabo o ministério após sua partida. Quem são esses "irmãos entremesclados?" Um cooperador, quando perguntado sobre isso, respondeu: "São os irmãos que estão entremesclados".Há muita sabedoria nessa resposta. Não há membros fixos nos "irmãos entremesclados". Nenhuma tentativa foi feita para fazer uma lista dos que são "irmãos entremesclados". Desde que o irmão Lee partiu, muita atenção foi dedicada à ampliação do entremesclar, para incluir mais cooperadores do mundo inteiro. Alguns irmãos disseram que preferiam o termo "irmãos que se entremesclam" para reconhecer que o Senhor ainda está entremesclando-os. Aqueles que requerem uma lista formal dos "irmãos entremesclados" estão buscando um alvo para criticar de modo a transformar algo orgânico em algo organizacional...

Como então poderíamos compreender e aplicar o termo "irmãos que se entremesclam?" Simplesmente, os irmãos que se entremesclam são aqueles que estão buscando ser entremesclados juntos e guiar todas as igrejas locais na terra para o entremesclar universal do Corpo de Cristo. São aqueles que aplicam o princípio do Corpo ao seu ministério e obra, cujo ministério e obra estão abertos para os outros, permitindo que os outros os ajustem e os temperem. Por fim, são aqueles que estão trabalhando juntos fielmente segundo o encargo do ministério do irmão Lee a fim de introduzir as igrejas na realidade do Corpo de Cristo mediante o cume da revelação divina, por intermédio do viver do homem-Deus e por meio de pastorear segundo Deus.

Esse entremesclar não se restringe a um grupo fechado de irmãos, mas é o desejo do Senhor que todos os crentes, em todas as igrejas locais entrem na realidade do Corpo de Cristo, sendo entremesclados juntos.

Insistir na lista de "cooperadores entremesclados" é perder completamente o alvo. Não existe tal lista, nem deve haver uma. No entanto, vale a pena notar que a carta de advertência sobre Dong Yu Lan e seus cooperadores foi assinada por 99 irmãos representando a obra em todos os seis continentes habitados. Isso é uma indicação clara de que os cooperadores representando a obra em toda restauração do Senhor rejeitaram a obra divisionista de Dong Yu Lan.

2. Como são designados os chamados "cooperadores entremesclados" segundo as escrituras?

Não existe tal designação (veja a resposta na pergunta #1). Portanto a pergunta em si mesma não tem valor.

3. Qual é a base bíblica para os "cooperadores entremesclados" assumirem a liderança atual na obra, no ministério e nas igrejas locais na restauração do Senhor?

Essa pergunta foi totalmente respondida, mas a pergunta em si mesma não tem objetivo. A palavra "assumirem" nessa pergunta esta implícito que os cooperadores que tomam a liderança no ministério na obra entre as igrejas na restauração do Senhor hoje não estavam envolvidos na liderança antes da morte do irmão do irmão Lee. Isso não é verdade. Antes da morte do irmão Lee, seus cooperadores já serviam em coordenação com ele para viagens, falar, publicar, conduzir treinamentos e conferencias e pastorear as igrejas. O próprio irmão Lee testificou:

Entretanto, depois de voltar de Taiwan para os Estados Unidos em 1989, da hora que começamos a ter o treinamento aqui em Anaheim até hoje, posso testificar que temos um grupo de cooperadores aqui que realmente estão em harmonia. Essa harmonia depende do que conhecemos da cruz e do Espírito. Os cooperadores visitaram diferentes lugares conforme convites das igrejas e dessa forma entremesclaram as igrejas como uma só. Isso é um bom indício. (The Governing and Controlling Vision in the Bible, p. 75)

Desde a partida do irmão Lee, os cooperadores têm simplesmente continuado a levar a cabo à mesma obra e ministério entre as igrejas como faziam antes da sua partida.

Alem disso, como mostrou o irmão Lee a partir do Novo Testamento, a liderança única na obra, no ministério e nas igrejas na verdade é o ensinamento dos apóstolos. O trecho seguinte do livro "Discernir Adequadamente a Autoridade Espiritual para Seguir o Senhor Corretamente" apresenta essa verdade:

O ensinamento dos apóstolos, que transmite a revelação de Cristo aos crentes, é a autoridade na igreja hoje (At. 2:42; 1Tm 1:3-4; Tt 2:15; cf. 1Tm 2:12). O primeiro item na Epístola de Paulo a Tito, cujo tema é a manutenção da ordem na igreja, é apegar "à palavra fiel, que é segundo o ensinamento dos apóstolos" (Tt 1:9 — RcV). A manutenção da ordem é uma questão de autoridade e esta repousa no ensinamento dos apóstolos.

A liderança do Novo Testamento nos Evangelhos era uma pessoa. Essa pessoa era o próprio Senhor Jesus. Mas desde Atos até Apocalipse, a única liderança neotestamentária se tornou o ensinamento dos apóstolos. Assim, nem Pedro nem Paulo controlavam qualquer igreja, mas o seu ensinamento sim. Podemos ver isso em 1 Timóteo onde Paulo exortou Timóteo a permanecer em Éfeso a fim de poder admoestar alguns a não ensinar coisas diferentes da economia de Deus (1:3-4). Ensinamentos diferentes são ensinamentos que são diferentes do ensinamento dos apóstolos acerca da economia de Deus. Esse ensinamento constitui a única liderança.

O ensinamento dos apóstolos é nossa constituição que nos governa. Pedro e Paulo não governavam as igrejas. O ensinamento dos apóstolos, o ensinamento acerca da economia de Deus, é que governa. (Elders' Training, Book 9: The Eldership and the God-ordained Way (1), p. 80)

A liderança dos apóstolos no Novo Testamento foi exercida por meio do seu ensinamento, não por qualquer tipo de controle.

A liderança no ministério neotestamentário, porém, não é a liderança no sentido mundano, de controlar os outros. Na restauração do Senhor não temos membros de um conselho com um presidente ou diretor.

Além disso, essa liderança não é a liderança nos atos dos ministros, mas em seu ensinamento para restringi-los de serem divisivos. (...) A liderança que é mostrada no Novo Testamento reside principalmente nos ensinamentos dos ministros, não nos atos dos cooperadores. (Leadership in the New Testament, p. 17)

Os cooperadores não assumiram a liderança como questiona o contestador. Pelo contrario, eles tem seguido fielmente a liderança na restauração do Senhor, que é o ensinamento e a comunhão dos apóstolos no Novo Testamento com respeito à econômica de Deus, Segundo o padrão estabelecido pelo ministério dos irmãos Nee e Lee.

4. Qual é a base bíblica e autoridade espiritual para que os chamados "irmãos entremesclados" façam uma convocação duas vezes ao ano um para "treinamento internacional de presbíteros", quando a maioria das igrejas na restauração do Senhor não foram direta ou indiretamente estabelecidas por eles e os respectivos presbíteros dessas igrejas não foram direta ou indiretamente designados por eles?

O irmão Lee iniciou o treinamento internacional de presbíteros e irmãos responsáveis semestralmente. Vendo o seu valor na edificação das igrejas por muitos anos, o irmão Lee encarregou os seus cooperadores a continuar esses treinamentos após sua partida. Como relata o irmão Ron Kangas:

No outono de 1996, o irmão Lee teve um tempo de comunhão em sua casa com diversos irmãos que estavam servindo com ele mais de perto. Foi um tempo muito precioso e tocante porque todos sabíamos da séria condição da saúde do nosso irmão. De nossa parte, depois de alguma comunhão, lhe asseguramos no Senhor que tudo que fosse necessário durante aquela época, nós com certeza providenciaríamos. Ele apenas disse: "Obrigado".Ele então abriu seu coração para ter comunhão conosco de uma forma muito carinhosa ainda que firme. Ele disse que depois que fosse para o Senhor, certas coisas deveriam continuar; que o treinamento de tempo integral estabelecido por ele em Anaheim, os dois treinamentos semestrais e os outros ajuntamentos anuais: a Conferência do Ano Novo Chinês, os dois treinamentos para presbíteros e irmãos responsáveis, a Conferência do Dia Memorial e a Conferência do Dia de Ações de Graças, deviam continuar. Ele então disse: "Isso vocês podem considerar com meu testamento" (Ron Kangas, "A Man of Prayer Praying to the Mysterious God in the Divine and Mystical Realm," The Ministry Magazine, vol. 5, no. 9, October 2001, p. 17)

A palavra "convocação" na pergunta da um sentido de intimação, mas a participação em tais treinamentos sempre foi voluntária e não obrigatória. Aqueles que levam a cabo o ministério na restauração do Senhor não exercem autoridade de maneira natural como esta implícito na pergunta. Pelo contrario eles a exercem para edificar as igrejas através do falar segundo o ministério do Novo Testamento.

2Co 10:8 – Pois mesmo que eu me glorie um pouco mais a respeito da nossa autoridade, a qual o Senhor nos concedeu para vossa edificação e não para vossa destruição, não serei envergonhado.

Como indicou o irmão Lee na sua nota de roda pé neste versículo:

A autoridade apostólica, em contraste com o pensamento natural das pessoas não é governar sobre as pessoas, mas edificá-las.

A expressão nesta pergunta implica que as igrejas devem estar alinhadas com determinados obreiros. Isso é contrario a clara palavra da Bíblia (1Cor 1:10-13), como também a unidade do Corpo de Cristo e a natureza da única obra na restauração do Senhor.

Alguns cooperadores, no passado, tiveram o sentimento de que uma determinada região era o seu território. Temos de ver, porém, que não é saudável nem proveitoso na restauração do Senhor que alguém tenha uma fronteira para a sua obra. A única fronteira é a fronteira da restauração. Não devemos dizer: "Esta é a minha igreja. Esta é a minha obra no meu território". Temos apenas uma obra. Essa obra é a obra da restauração que tem por base o ensinamento dos apóstolos. (A Brief Presentation of the Lord's Recovery, p. 42)

Embora a participação dos treinamentos semestrais de presbíteros seja voluntária, aqueles que tem participado podem testificar do grande benéfico espiritual ao participar, enquanto que aqueles que evitaram e os menosprezaram ficaram cada vez mais sem direção.

5. Em que reunião ou em que livro o irmão Lee explicitamente conferiu sua autoridade apostólica para os chamados "cooperadores entremesclados" para que eles tenham autoridade de convocar ou conduzir duas vezes por ano o "treinamento internacional de presbíteros"?

A pergunta em si mesmo faz diversas suposições falsas com respeito à autoridade espiritual. A autoridade apostólica não é dada de uma pessoa para outra. No entanto, é verdade que da mesma forma como Paulo percebia que Timoteo era de uma só alma com ele (Fl. 2:20), uma pessoa genuinamente espiritual como o irmão Lee pode reconhecer aqueles que seguiam de perto o seu ministério pode encarregá-los a ser fieis e continuar nos mesmos passos:

1Tm4: 6 Expondo estas coisas aos irmãos serás bom ministro de Cristo Jesus, nutrido com as palavras da fé e do bom ensinamento que tens seguido fielmente.

2Tm 3:10 -2 Tm 3:10 Tu, porém, tem seguido de perto o meu ensino, procedimento, propósito, fé, longanimidade, amor, perseverança.

Nessa linha, três meses antes da partida do irmão Lee ele escreveu uma carta às igrejas na qual ele disse:

O Senhor mostrou-me que Ele preparou muitos irmãos que vão servir como co-escravos comigo de uma forma entremesclada. Sinto que isso constitui a provisão soberana do Senhor para Seu Corpo e a maneira atualizada de cumprir Seu ministério. ("A Letter of Fellowship with Thanks," March 24, 1997)

Nos últimos meses da sua vida, o irmão Lee deu diversos encargos aos seus cooperadores com respeito ao avanço deles no ministério e na obra da restauração do Senhor. Esses cooperadores têm simplesmente se esforçado para serem fiéis às admoestações do irmão Lee para continuar o ministério e a obra da restauração do Senhor segundo o padrão estabelecido pelo irmão Nee e por ele mesmo.

6. Não é isso a doutrina da sucessão apostólica praticada pela Igreja Católica Romana e pela maioria das denominações protestantes?

Não. Os cooperadores explicitamente repudiam o conceito de sucessão apostólica. Não é algo segundo as escrituras e nem é algo praticado na restauração do Senhor. O que os cooperadores tem expressado é o desejo deles de continuar o ministério na restauração do Senhor na mesma linha estabelecida pelo irmão Nee e irmão Lee. Como disse o irmão Ron Kangas na sua mensagem na abertura do Estudo-Cristalização de 2 Corintios:

…nosso encargo é continuar o único ministério da Nova Aliança para a edificação do Corpo de Cristo. Nosso encargo é continuar. Não estamos reivindicando nenhum tipo de sucessão. Timoteo não era um sucessor de Paulo, mas certamente ele foi à continuação de Paulo. Meu filho não é meu sucessor, ele é minha continuação, o filho dele não é o sucessor dele, mas é a continuação dele. Estamos aqui para continuar o ministério único da Nova Aliança para a edificação do Corpo de Cristo. Qualquer um que quiser ser um com o encargo de fielmente e absolutamente, sem reserva continuar o único ministério da Nova Aliança como temos herdado, como tem sido apresentado a nós como o ministério da era e como a visão da era, tem o privilegio da benção de fazer parte dessa continuação. (Ron Kangas, "The Constitution of the New Covenant Ministry," The Ministry Magazine, vol. 7, no. 5, June/July 2003, p. 15)

7. A participação nessa sucessão apostólica dos "cooperadores entremesclados" não se tornou um tipo de Pergamo sustentando os ensinamentos de Balão e praticando os ensinamentos do Nicolaitas como fomos ensinados pelos irmãos Nee e Lee in Apocalipse 2:14–13 [sic]?

Como declarado acima, não existe sucessão apostólica na restauração do Senhor. Essa não é uma pergunta genuína de que busca uma resposta genuína, mas uma insinuação maligna. Ela não apresenta fundamento para sua reivindicação de que os cooperadores sustentem os ensinamentos de Balão ou as praticas dos Nicolaitas. Pelo contrario, essa é uma pergunta retórica que meramente tenciona semear suspeitas malignas na mente dos seus leitores. Isso é uma indicação de alguém que este "cegado pelo seu orgulho" e "enfermo com questões de contendas sobre palavras" (1Tm 6:4).

8. Seriam os chamados "cooperadores entremesclados" um tipo de Sinedrio, por terem nas suas mãos os escritos de Moises, Isaias etc., declarando si mesmo uma autoridade insubordinada a economia de Deus, e que ironicamente, tendo as profecias sobre o Messias o crucificaram?

Veja a resposta na pergunta #7. A pergunta é insidiosa e maligna. Como as outras 22 perguntas, elas não incluem nada na verdade do que os cooperadores tenham falado, mas faz grandes caracterizações sem nenhum fato de apoio. Propagar tais afirmações sem confirmar sua veracidade e no mínimo ignorância intencional, especialmente a luz da disponibilidade de tanta evidencia contraditória. Os buscadores sinceros que querem conhecer a verdadeira natureza do ministério e da obra dos cooperadores na restauração do Senhor deveriam rever o material colocado no site do LSM (www.lsm.org). Muitas igrejas no Sul do Chile reconhecem o desvio do irmão Dong e de seus cooperadores simplesmente provando as riquezas do ministério da restauração do Senhor através daquele site.

9. É bíblica a política de "Única publicação"?

Essa pergunta já foi detalhadamente respondida em "'Única Publicação' É Bíblica?"5 A comunhão dos cooperadores, que ressoa a comunhão do irmão Lee com os presbíteros e cooperadores no Treinamento de Presbíteros, Livro 8: A Vitalidade do Mover Atual do Senhor, capitulo11, esta baseada nos seguintes princípios:

  1. A singularidade do ensinamento e da comunhão dos apóstolos (At. 2:42; 1Jo 1:3; 1Co 1:9),
  2. Os apóstolos ensinam a mesma coisa em cada igreja (1Co 4:17; 7:17; 11:16; 14:33, 36; 16:1; Ap 1:12),
  3. O falar do Senhor para uma igreja é o Seu falar para todas as igrejas (Cl 4:16; Ap 1:11; 2:7a),
  4. A unidade do Corpo de Cristo (Ef 4:4; Ef 2:16; Rm 12:15; 1Co 12:13),
  5. A unanimidade (At 1:14; 2:46; 15:25; Rm 15:6),
  6. Pensar a mesma coisa (Fl. 2:2; 2Co 13:11; 1Co 1:10b),
  7. Falar a mesma coisa (1Co 1:10a; Rm 15:6),
  8. O único ministério Neotestamentário (At. 1:17, 25; 2Co 4:1; Ef 4:12; 1Tm 1:12),
  9. A única obra com uma só meta: a edificação do Corpo de Cristo (Ef 4:12; 1Co 15:58; 1Co 16:10), e
  10. Servir em um único fluir no mover do Senhor (Ap 22:1; Ez 47:1; At. 15:39).

Aqueles que se desviaram da pratica da "única publicação" também se desviaram desses princípios totalmente bíblicos para promover ensinamentos diferentes e fazer uma obra separada e divisionista a fim de ganhar seguidores pessoais. Tal pratica é fundamentalmente contraria a natureza da unidade do Corpo de Cristo que deve ser expressa na pratica da vida da igreja, no ministério e na obra. Isso foi o porque o irmão Lee disse aos cooperadores e presbíteros:

Quando eu vim para a restauração, eu percebi o que era a restauração e que era algo singular. Quem trouxe a restauração para a China foi o irmão Watchman Nee. Se eu não tivesse tomado o caminho da restauração, eu poderia ter tido uma obra no Nordeste da China, mas eu abandonei isso. I percebi totalmente que o Senhor tinha apenas um Corpo, uma obra, uma Bíblia, uma revelação, uma corrente, um fluir, em uma comunhão. Naquele tempo o irmão Nee estava sendo usado pelo Senhor, eu nunca tentei falar nada diferente dos seus ensinamentos. Isso não quer dizer que eu não tinha outros ensinamentos, mas meu falar sempre seguia o falar do irmão Nee a fim de manter a comunhão única na única restauração do Senhor... Há somente um Senhor, um só Corpo, uma só Bíblia, uma só revelação divina, um único falar, uma única restauração, uma comunhão, e um caminho para praticar a restauração. (Treinamento de Presbíteros, Livro 10: O Presbitério e a Maneira Ordenada por Deus (2) , pp. 117-118)

A pergunta é enganosa ao usar a palavra "política".Política é uma coisa oficial. Se algo tem uma política, a aderência a ela é obrigatória. Política também implica um mecanismo de execução. A comunhão dos cooperadores na Obra de Publicação na Restauração do Senhor não é dessa natureza (veja a resposta na pergunta #12).

10. "Única Publicação" é um item da "A Peculiaridade" ou da "Generalidade da vida da igreja"?

Essa pergunta foi totalmente respondida no artigo "Única Publicação" é um Item da 'Peculiaridade' ou'Generalidade'?"6 Novamente, a questão em si é errante. No livro do irmão Lee A Peculiaridade, a Generalidade e o Sentido Prático da Vida da Igreja, ha. uma terceira categoria, o sentido pratico, que não se refere a um item da fé, mas de praticas saudáveis que edificam as igrejas".Única publicação "é um item do sentido pratico quando se relaciona a vida da igreja. A pratica de ser restrito a uma publicação é uma salva-guarda para as igrejas na restauração do Senhor contra a devastação causada pelos ensinamentos diferentes. Essa unidade é a fonte de benções e a característica da restauração do Senhor. Ensinamentos diferentes danificam a unidade e introduzem divisão".

Contudo, todos precisamos perceber que estamos na restauração do Senhor. A primeira característica da restauração é a unidade. Se a perdermos, estaremos acabados. Se perdermos a unidade, não estaremos mais na restauração do Senhor. Portanto, precisamos ver que há um perigo de ensinamentos e opiniões diferentes destruírem a unidade.... As opiniões podem ser boas e os ensinamentos podem ser bíblicos, mas podem ser diferentes. Cedo ou tarde, essas questões criarão uma divisão oculta. A bênção que sempre desce de Deus para Sua restauração baseia-se na unidade (Sl 133). Se perdermos a unidade, perderemos a bênção. (Treinamento de Presbíteros, Livro 1: O Ministério do Novo Testamento, p. 35)

Com relação ao ministério o irmão Lee falou fortemente que todos aqueles que ensinam diferentemente, aqueles que tocam uma trombeta diferente, aqueles que fazem uma obra independente, não tem parte no ministério que o Senhor encarregou a ele:

Tenho de ser fiel ao Senhor, fiel a tantos de vocês que foram muito afetados pelo meu ministério, e fiel a mim mesmo. Por esse motivo, esse ministério não pode permitir que ninguém finja estar nele e ainda assim dizer algo diferente. (Treinamento de Presbíteros, Livro 7: A unanimidade para o Mover do Senhor, p. 95)

O termo "cooperador" indica que uma pessoa esta laborando juntamente com o Senhor e com os servos do Senhor no ministério comum e único para edificar o Corpo de Cristo (1 Cor 3:9, 6:1; 2Cor 4:12). Vindicar ser um cooperador e, todavia promover ensinamentos diferentes é um fingimento. O único ensinamento é o ensinamento saudável da economia do Novo Testamento (1 Tm 6:3; Tt 1:9). Os apóstolos levaram as igrejas para a unidade em vida, natureza, expressão e pratica através de ensinar a mesma coisa em cada igreja. (1 Cor 4:17; 7:17; 11:16; 14:33, 36; 16: 1; Ap. 1:12). Esse princípio fundamenta a prática dos cooperadores de serem restritos a uma publicação. Essa obra de publicação não é a obra particular de alguém, mas é levada a cabo sob a supervisão exercitada através da comunhão dos cooperadores de toda terra no princípio de ser um Corpo (1 Cor 1:9). A relutância do irmão Dong em participar ou de ser limitado por essa comunhão é uma forte indicação de que ele esta fazendo uma obra separada e independente.

11. Se uma igreja local adota a política de "uma publicação", ela ainda é uma igreja local genuína ou ela se tornou uma "igreja ministerial"?

Isso é uma deturpação da palavra do irmão Nee no livro A Vida Cristã Normal da Igreja que distorce a verdade alterando o seu sentido original. Ali o irmão Nee disse que todos os obreiros devem laborar para edificar as igrejas locais, não para edificar comunhões em torno dos seus ministérios pessoais. Um ministério adequado é aquele que edifica as igrejas em toda terra através de uma comunhão comum. O único ministério que todas as igrejas deveriam receber é o ministério que leva a cabo o ensinamento Neotestamentario dos apóstolos. O irmão Lee referiu-se a ele como o "ministério geral".

Deixem-me citar outra ilustração para mostrar que algo feito pela igreja numa cidade pode não ser meramente uma questão local, mas uma coisa totalmente relacionada com o Corpo inteiro. Se a igreja numa cidade receber um ministério diferente do ministério geral, que produz, estabelece e ainda está edificando as igrejas, isso afetará o Corpo todo. O ministério de Paulo era geral para produzir as igrejas gentias, estabelecê-las, edificá-las e ajudá-las a crescer. Faço referência ao ministério de Paulo como um ministério geral. Depois veio Apolo com outro ministério. Antes de a igreja em Corinto receber tal ministério, era preciso considerar o efeito que isso traria. Sem dúvida, vocês têm o direito de receber qualquer ministério, porque são a igreja em determinada cidade. Entretanto, precisam considerar que isso não é meramente uma questão local. Não é como tomar a decisão de quantas reuniões a igreja deve ter.

Devemos também perceber que se uma igreja local numa cidade imprimir e distribuir publicações, afetará o testemunho de todas as igrejas. Quando ela publica um testemunho impresso, isso deve ser feito de maneira muito cautelosa, com muita ponderação sobre como isso afetaria o testemunho do Senhor universalmente. Precisamos sempre considerar o efeito do que fazemos sobre todas as demais igrejas locais.

Essas três ilustrações são suficientemente boas e nítidas para dizer-nos que não é correto pensar que, simplesmente porque temos uma obra regional com algumas igrejas sob ela, temos plena jurisdição de fazer tudo de acordo com a nossa escolha sem nos preocupar com o testemunho universal, o Corpo universal, o ministério universal e o mover universal do Senhor. Se pensarmos e praticarmos dessa forma, teremos problemas e causaremos problemas aos outros. Cada igreja local tem realmente sua própria jurisdição, mas tudo o que ela faz tem de ser feito com cuidadosa ponderação sobre como isso poderia afetar o testemunho universal, o Corpo universal, o mover universal e o ministério universal do Senhor. (Treinamento de Presbíteros, Livro 4: A Prática da Restauração do Senhor, pp. 40-41)

Um ministério que sai fora do limite ensinamento dos apóstolos é um ministério diferente com ensinamentos diferentes (1Tm 1:4) que busca atrair pessoas para um determinado obreiro (At 20:30). Escolher seguir o ministério geral na restauração do Senhor, que é segundo o ensinamento dos apóstolos, não é se tornar uma "igreja ministerial" e nem o fato de recusar receber obreiros que se desviaram do ensinamento dos apóstolos faz com que a igreja perca sua posição. Uma "igreja ministerial" é uma igreja que estabelece uma comunhão exclusiva baseada em seguir os ensinamentos de determinado ministro. As igrejas na restauração do Senhor mantém uma comunhão aberta com todas as igrejas locais genuínas. Essa comunhão não esta baseada em seguir o ministério de determinada pessoa. Aqueles que acusam as igrejas na restauração do Senhor de se tornarem "igrejas ministeriais" eles mesmos tem buscado estabelecer círculos de comunhão fechada baseadas na obra de uma determinada pessoa. Esse é o caso com Titus Chu e com Dong Yu Lan e seus cooperadores.

(A respeito da palavra "política" na pergunta, veja a resposta na pergunta #9.)

12. Porque uma prática informal, voluntária e pessoal dos cooperadores se tornou em um ensinamento que agora se tornou uma política pública, obrigatória entre os santos e as igrejas locais?

Essa pergunta foi totalmente respondida em "'Uma Prática Pessoal, Informal, Voluntária'?".7 Essa pergunta usa uma linguagem carregada que não é fiel. A pratica de ser restrito a uma única publicação não é algo novo, mas tem sido a pratica da restauração do Senhor desde o tempo de que o Senhor levantou o irmão Nee na China.

Não é correto caracterizar meramente como "informal" a prática dos cooperadores de ser restrito a uma única obra de publicação. No treinamento de presbíteros de 1986 o irmão Lee explicitamente encarregou os cooperadores e presbíteros na restauração do Senhor a guardar essa prática e apresentou como uma prática comum no ministério na restauração do Senhor como um padrão a ser seguido por todos os presbíteros e cooperadores:

Uma coisa que tem causado problemas à restauração do Senhor é o fato de termos diferentes publicações. Se quisermos levar a sério a restauração, precisamos evitar qualquer envolvimento em problemas. Quando estávamos na China Continental, somente o irmão Nee tinha uma publicação, e a Editora pertencia única e exclusivamente a ele... Nunca publiquei nada por iniciativa propría. Sempre encaminhava meu manuscrito à Editora, que estava sob os cuidados do irmão Nee e seu auxiliar. Dependia do discernimento se o meu manuscrito devia ou não ser publicado. Eu gostava que meus escritos fossem conferidos para ver se continham alguma inexatidão na verdade... Nínhamos apenas uma publicação. Tudo era publicado por meio da Editora do irmão Nee porque uma publicação corresponde realmente a tocar a trombeta. O som de nossa trombeta não está simplesmente na forma de mensagem verbal, mas muito mais na forma de publicação.

Embora eu tenha escrito alguns livros na China, nunca ousei publicar nada por mim mesmo. Não gosto de ter outro som. O nosso som tem de ser um só, de modo que precisamos ser restritos a uma única publicação. (Treinamento de Presbíteros, Livro 8: A vitalidade do Mover Atual do Senhor, pp. 199-200, 201)

As palavras de abertura de A obra de Publicação na Restauração do Senhor fazem eco a comunhão do irmão Lee e sua preocupação com respeito a preservar a unidade entre as igrejas na restauração do Senhor:

Por meio da comunhão do irmão Lee conosco ao longo dos anos, há muito tempo percebemos que deve haver uma única obra de publicação entre nós. Ter uma única obra de publicação não apenas é um testemunho da nossa unidade no Corpo, mas também é uma proteção para o único ministério na restauração do Senhor. Se nossa obra de publicação não for uma, não há como preservar a integridade do ministério do Senhor entre nós, o que é crucial para a unidade prática das igrejas.

O que tem acontecido desde que o irmão Lee falou essas palavras, incluindo a oposição aberta do irmão Dong e seus cooperadores a comunhão do irmão Lee e a divisão fomentada pelos ensinamentos que levam ao desvio, tem somente confirmado a necessidade daqueles que servem no ministério da restauração do Senhor de seguir o padrão do irmão Lee e ser restritos a uma única publicação.

Além disso, a palavra "obrigatória" implica coação. Isso é completamente contrario a linguagem da comunhão dos cooperadores no artigo A obra de Publicação na Restauração do Senhor, que diz:

Contudo, a única publicação não deve tornar-se a base de aceitarmos ou rejeitarmos qualquer pessoa na comunhão da fé ou na comunhão das igrejas; não se deveria insistir nisso como se fosse um item da fé. Se alguém não estiver inclinado a ser restringido a uma única publicação, tais pessoas ainda são nossos irmãos; ainda estão nas igrejas locais genuínas. (A obra de Publicação na Restauração do Senhor, p. 9)

A obra de Publicação na Restauração do Senhor informa os santos que os cooperadores escolheram seguir o padrão estabelecido pelos irmãos Nee and Lee de serem restritos a uma única obra de publicação. Essa obra de publicação representa o ministério geral na restauração do Senhor e é levado a cabo de acordo com a comunhão dos cooperadores em toda terra. Chamar de "uma política pública, obrigatória aos santos e as igrejas locais" é uma grosseira mau interpretação. A comunhão dos cooperadores no artigo A obra de Publicação na Restauração do Senhor não somente é uma repetição da comunhão do irmão Lee no livro Treinamento de Presbíteros, Livro 8: A Vitalidade do Mover Atual do Senhor, capitulo 11, mas também reitera o que foi circulado na carta assinada pelos cooperadores da América do Norte, Taiwan, e América do Sul (incluindo Dong Yu Lan, Pedro Dong, Andre Dong, Ezra Ma, e Miguel Ma) na carta datada de 1 de Agosto de 1997:

Concordamos que deve haver uma só obra de publicação na restauração do Senhor e em toda a terra, isto é, a única obra que publica e distribui os escritos dos irmãos Watchman Nee e Witness Lee. Cremos que esses irmãos são dons especiais dados pela Cabeça ascendida ao Corpo nesta era para desvendar o significado intrínseco da revelação divina, completar a interpretação das Escrituras, ministrar as inescrutáveis riquezas de Cristo aos escolhidos de Deus, tomar a liderança na restauração por intermédio de seu falar e aperfeiçoar os santos por intermédio de seu ministério para edificar a parte vencedora do Corpo de Cristo para a preparação da Noiva. A fim de evitar preocupações e questões desnecessárias entre as igrejas, concordamos que hoje nenhuma outra publicação deve aparecer para competir, ou, pior ainda, substituir os livros desses dois servos do Senhor.

Sendo assim, a crítica do princípio de "única publicação" não somente contradiz a comunhão do irmão Lee como também representa uma reversão de suas próprias afirmações anteriores do mesmo princípio.

13. Será que o escritório do Living Stream Ministry foi elevado acima do "serviço Levítico" estabelecido pelo irmão Lee?

Essa pergunta foi totalmente respondida no artigo "As Acusações Falsas Contra o LSM e o que Está por Trás Delas".8 Os dissidentes terem desvirtuado o papel da LSM, confundindo os respectivos papeis do LSM e dos cooperadores . O LSM publica o ministério de Watchman Nee e Witness Lee e apóia as atividades dos cooperadores que querem continuar nesse ministério. O LSM continua a funcionar como um serviço Levitico da mesma forma que era no tempo quando o irmão Lee estava vivo.

14. Não é a política de "uma publicação" a pratica da Igreja Católica Romana sobre publicações?

Essa pergunta não merece resposta. Não foi levantada nenhuma objeção específica. Apenas foi traçado um paralelo sem referência ao mérito da questão em apreço.

A questão real é essa, se esta ao alcance dos cooperadores que servem na obra e no ministério da restauração do Senhor em toda terra informar os santos qual obra de publicação representa o ministério comum e geral na restauração do Senhor. Como claramente apresentada no artigo, "'Uma Publicação' É Bíblica?",9 os cooperadores têm a obrigação de proteger as igrejas contra os ensinamentos que deferem da Economia do Novo Testamento (1Tm 1:3-4; 6:3-5ª; Rm 16:17; Gl 1:8-9; 2:11-14; 3:1; 5:7; Ef 4:14; 5:6; Cl 2:8, 18 2Ts 3:6 2Tm 3:5; 4:2b Tt 1:9; 2Pe 2:1; 3:16; 2Jo 1:10).

Deve se notar que a pessoa que originalmente elaborou essa pergunta especifica, Nigel Tomes, não levantou esse assunto quando o irmão Lee primeiramente apresentou em 1986, mas pelo contrario assinou uma carta comprometendo-se em cuidar da unanimidade nas igrejas na restauração recebendo a comunhão do irmão Lee. O irmão Dong e seus cooperadores também assinaram uma carta datada de 1 de Agosto de 1997, concordando com o principio de ser restrito a uma obra única publicação na restauração do Senhor com vistas a manter a unidade entre as igrejas veja a resposta na pergunta #12. Desde a primeira vez que Nigel publicou essa pergunta, ele tornou-se mais e mais crítico ao ministério do irmão Lee e das igrejas na restauração do Senhor e tem de maneira crescente se separado de ambos. Esse mesmo padrão é evidente na obra e no ministério Dong Yu Lan.

15. Será que esse documento [ A obra de Publicação na Restauração do Senhor] é um exemplo de "Revisionismo Histórico"? Seria a intenção reescrever o registro da história de maneira a não apoiar os fatos?

Essa pergunta foi totalmente respondida no "'Revisionismo Histórico' de quem?"10 e "O Hong Kong Book Room era uma Editora Independente? — O que Watchman Nee Realmente Disse?".11 Nigel Tomes contestou a legação de que ser restrito a uma única publicação tem sido a prática comum na restauração do Senhor desde o tempo do irmão Nee baseado na premissa falsa de que o "Hong Kong Book Room" era uma editora a parte. Na verdade, Watchman Nee estabeleceu o "Hong Kong Book Room" para publicar o seu ministério juntamente com o "Shanghai Gospel Book Room" e o "Taipei Gospel Book Room". Como explica o irmão Lee:

Em 1950, irmão Nee chegou a Hong Kong e queria que eu fosse vê-lo. Quando ele teve comunhão sobre a questão das publicações, ele usou a oportunidade para fazer alguns ajustes. Decidiu-se que o Gospel Book Room deveria permanecer um, devido à situação política, os negócios deveriam ser conduzidos separadamente em três lugares: Xangai, Taipei e Hong Kong. O irmão Nee era responsável pela editora em Xangai. Eu era responsável pela de Taipei e o irmão Weigh era responsável pela de Hong Kong. Contudo, o irmão Nee queria que eu também tivesse a responsabilidade pelas publicações da editora em Hong Kong. (Words of Training for the New Way, Vol. 1, pp. 34-35)

Assim, os três escritórios estavam em coordenação para levar a cabo a obra de publicação da mesma forma que o LSM e o "Taiwan Gospel Book Room" se coordena para publicar o ministério dos irmãos Nee e Lee. Essa foi também a intenção original do estabelecimento da Editora Árvore da Vida (EÁV) antes de ser mudada para outros propósitos (veja a resposta na pergunta #21).

16. Ao falar sobre uma única publicação, o irmão Lee estabeleceu um princípio geral ou ele estava tendo comunhão sobre uma situação ou de uma pessoa especifica?

Essa pergunta foi totalmente respondida em "'Situação específica' ou 'Pessoa específica'?".12 Embora o irmão Lee falou isso em num contexto específico com um pano de fundo especifico, a comunhão dele descreve que pratica de ser restrito a uma única publicação como sendo a característica de uma prática comum do ministério no tempo do irmão Nee. Além disso, o falar dele sobre a necessidade do soar uma única trombeta no ministério do Senhor na Sua restauração não era restrito a um tempo ou circunstancia específica. Por exemplo, em 1975 ele disse:

Deus não enviaria trombeteiros para tocar trombetas diferentes para o Seu exército lutar a batalha (1Co 14:8; Nm 10:9; Jz 7:18). Isso seria confusão. Deus é mais sábio que isso. Ele vai levantar somente uma trombeta para tocar um chamado, uma voz, para que então o Seu povo possa marchar na terra. (The Testimony of Jesus, p. 99)

No Novo Testamento o apóstolo Paulo abordou situações específicas, mas o que ele ensinou nas suas epístolas não foi para uma situação ou a uma pessoa específica. O irmão Lee praticou o mesmo princípio no seu ministério. Embora ele talvez falasse com um pano de fundo ou situação específica, ele apresentava princípios gerais. Isso esta muito claro na sua palavra sobre uma publicação. Ele abordou problemas específicos causados naquela época por diferentes publicações com ensinamentos diferentes produzindo diferentes ministérios com seguidores pessoais fazendo referência tanto à prática comum entre os cooperadores na restauração do Senhor desde do tempo do irmão Nee e sua própria prática de sempre submeter os seus escritos ao "Gospel Room" do irmão Nee para revisão.(Veja Treinamento de Presbíteros, livro 8: A vitalidade do Mover Atual do Senhor, pp. 161-162). Seu desejo claro era que os cooperadores e os presbíteros seguissem esse padrão. Dizer que o padrão praticado pelos cooperadores em geral e pelo irmão Lee pessoalmente em todo curso da restauração do Senhor entre nós é meramente uma "situação" ou uma "pessoa" especifica é uma tentativa clara de justificar a questão de levar a cabo uma obra particular.

17. Será que a política de "uma única publicação" não contradiz o ensinamento do irmão Nee com respeito à futilidade de usar arranjos institucionais para conter a benção do Senhor?

Essa pergunta descaracteriza a comunhão dos cooperadores na A obra de Publicação na Restauração do Senhor fazendo referência a isso como um arranjo institucional. Arranjo institucional é algo que tem uma estrutura organizacional que inclui obrigações. A comunhão dos cooperadores foi simplesmente isso- comunhão. Os santos nas igrejas estão livres para recebê-la ou não.

A comunhão do irmão Nee sobre usar arranjos institucionais para conter a benção do Senhor não exclui arranjos práticos para cuidar dos interesses do Senhor. Ambos irmão Nee e Lee estabeleceram as editoras para disseminar o ministério na restauração do Senhor. Em toda história da restauração entre nós o normal sempre foi ter apenas uma única obra de publicação. Quando o irmão Lee estava na China Continental, ele servia na obra de publicação do irmão Lee e não publicava nada fora dessa obra. Quando ele foi para Taiwan, o irmão Lee continuou a publicar o ministério do irmão Nee da mesma forma que os cooperadores através do Living Stream Ministry continuam a publicar o ministério do irmão Lee. Fazer mau uso das palavras do irmão Nee para criticar esse labor é um desserviço aos santos e as igrejas na restauração do Senhor.

Quando o irmão Lee apresentou o assunto de ser restrito a uma publicação para os cooperadores e presbíteros em 1986, ele disse que quando ele estava na China sempre submetia os que ele escrevia para o "Gospel Room" do irmão Nee porque "ele gostava de ter os seus escritos checados para ver se havia alguma imprecisão quanto à verdade". Dessa forma, a meta de ser restrito a uma única obra de publicação na restauração do Senhor é uma proteger as igrejas de se desviarem da verdade. Em junho de 2005, 21 cooperadores escreveram ao irmão Dong expressando a preocupação quanto aos desvios da verdade no seu ministério. A preocupação deles foi ignorada. Quando os cooperadores após muita paciência emitiram a carta de advertência em Abril de 2009, eles identificaram diversos assuntos nos quais os ensinamentos do irmão Dong se desviaram da verdade do Novo Testamento, incluindo enfraquecer s inspiração e autoridade dos escritores do Novo Testamento, sua depreciação do ministério dos doze apóstolos com "tradicional" e o ministério de Paulo como "judicial" sua auto interpretação do ministério do ministério "orgânico" de João, de Apocalipse 12 e de Filadélfia e Laodicéia, e as suas reivindicações de autoridade pessoal. Esses desvios são fruto de edificar uma obra e um ministério particular sem considerar as igrejas como um todo, fora da comunhão comum dos cooperadores de toda terra.

18. Qual o impacto que terá a política de "uma publicação" sobre os santos?

Aqueles que recebem essa comunhão como foi intencionada tem recebido muito benefício. Os a comunhão dos cooperadoreshe trouxe muita clareza a situações onde havia confusão trazida por diferentes ministérios com ensinamentos diferentes que diferem da economia do Novo Testamento. Os problemas que ocorreram tem sido devido à oposição publica de alguns. O irmão Dong e seus cooperadores têm semeado por muitos anos desconfiança entre os santos na América do Sul para com os cooperadores da América do Norte. O falar crítico deles de intensificou quando A Obra de Publicação na Restauração do Senhor foi liberada. As opiniões dissidentes de Nigel Tomes foram disseminadas por eles por toda América do Sul. Isso danificou seriamente a comunhão entre as igrejas na América do Sul e outras partes da terra. Ao mesmo tempo, o irmão Dong e seus cooperadores desencorajavam os santos de lerem a declaração dos cooperadores. Isso impedia os santos de ver a verdadeira natureza e o espírito da comunhão por eles mesmos.

19. Que impacto que terá a política de "uma publicação" sobre as igrejas locais?

Veja a resposta na pergunta #18. Aqueles que criticam a ação dos cooperadores de liberar A obra de Publicação na Restauração do Senhor devem se lembrar da situação na restauração do Senhor quando o irmão Lee falou sobre ser restrito a uma única publicação em 1986 no Treinamento de Presbíteros. O irmão Lee já tinha falado sobre o problema causado pelos diferentes ministérios. Naquela época, havia alguns irmãos que estavam realizando obras particulares para levantar seguidores pessoais entre os santos. Alguns tinham a sua própria obra de publicação fazendo rivalidade com a obra geral de publicação na restauração do Senhor que era levada a cabo sob a liderança do irmão Lee. Após a comunhão do irmão Lee alguns desses irmãos se afastaram da comunhão das igrejas e alguns poucos santos seguiram eles, mas a grande maioria dos santos e igrejas foram preservadas em unidade. Se ele não tivesse falado quando falou, talvez a situação fosse pior. Em 2005 os cooperadores tiveram que responder a inúmeras questões de dano e confusão nas igrejas devido as diferentes publicações promovendo ensinamentos diferentes nas igrejas. Eles se lembraram como o irmão Lee tratou com o problema em 1980 e declararam a intenção de seguir o padrão ser restrito a uma única publicação na esperança de preservar as igrejas na terra na unidade.

20. Será que não há um "Conflito de Interesses" na política "de uma única publicação"?

Essa é uma insinuação maligna visando incitar desconfiança nos irmãos que fielmente estão levando a cabo a obra de publicação do ministério do irmão Lee, com a tentativa de reformular a comunhão dos cooperadores na A Obra de Publicação na Restauração do Senhor nos termos de um negocio competitivo. Promover tal suspeita é uma antiga tradição da serpente no jardim (Gen. 3:1). Paulo menciona que alguns em Corintios estavam dizendo que ele era astuto e os estava levando ao engano (2Co 12:16). Semelhantemente, o irmão Lee enfrentou acusações falsas de interesses pessoais na comunhão com os presbíteros e cooperadores em 1980. A oposição à comunhão dos cooperadores esta no mesmo princípio.

No esforço deles para castigar o LSM, aqueles que fizeram essa pergunta se basearam em parte em fatos distorcidos. A obra de Publicação na Restauração do Senhor não é uma declaração do LSM; é uma comunhão dos cooperadores para todas igrejas em toda terra. O LSM meramente publicou a declaração em nome dos cooperadores. Os que apóiam o irmão Dong têm tentado de mostrar que a advertência com respeito aos seus ensinamentos e praticas como meramente um conflito comercial de interesses das duas editoras. O Titus Chu e seus seguidores tentaram fazer o mesmo. Essa distorção expõe a mentalidade e motivação incorreta daqueles que propagam isso. Qualquer pessoa que ler a carta de advertência sobre o irmão Dong e seus cooperadores pode ver que as questões envolvidas se referem a sérios desvios na verdade e práticas abusivas.

21. Porque o irmão Lee, enquanto estava conosco, nunca especificamente solicitou que nós na América do Sul nos submetêssemos a uma única publicação vinda do norte pelo LSM?

Editora Árvore da Vida foi estabelecida em comunhão com irmão Lee com o entendimento que ela operasse juntamente com Living Stream Ministry e o Taiwan Gospel Book Room e que o seu propósito era para traduzir o ministério de Watchman Nee e Witness Lee para a língua portuguesa. Em Taiwan em 1981, o Dong testificou:

Após uma comunhão com o irmão Lee, nós no Brasil abrimos uma Editora para publicar as mensagens do irmão Lee, traduzidas dos livros publicados pelo Living Stream Ministry. (Dong Yu Lan, falar traduzido da impressão chinesa do livro History and Revelation, vol. 2, p. 280)

Um panfleto promocional que fazia propaganda da construção da Estância Árvore da Vida e publicado pela Editora Árvore da Vida declara:

A EDITORA ÁRVORE DA VIDA: Foi estabelecida em 1976 com o alvo de traduzir e publicar os livros de Watchman Nee e Witness Lee na língua portuguesa. ("Um Local de reuniões para 10.000 pessoas para o Entremesclar Universal do Corpo de Cristo", p. 6).

O irmão Lee esperava que a EAV levasse a cabo esse encargo em comunhão com o LSM, o Taiwan Gospel Book Room, e com as outras editoras que estavam traduzindo e publicando o seu ministério. Entretanto, o irmão Dong se desviou desse encargo. Numa reunião dos diretores da EAV, o irmão Dong declarou: "A editora é minha, o dinheiro é meu, e a editora existe somente para publicar os meus livros".

O irmão Lee falou claramente sobre ser restrito a uma única obra de publicação no Treinamento de Presbíteros de 1986. Ele falou diretamente ao irmão Dong sobre esse assunto na presença de outros cooperadores, incluindo uma comunhão mais alargada em 7 de Julho de 1991. Como mencionado na resposta a pergunta #12, irmão Dong e seus cooperadores reconheceram e concordaram com o principio de ter uma única obra de publicação na restauração do Senhor em 1997, mas os fatos da historia nos mostram que eles nunca seguiram.

O irmão Lee falou em principio. Se alguém coloca em pratica a comunhão dele ou não depende dela. Aqueles que aceitaram essa comunhão receberam beneficio, mas não havia uma obrigação. A pratica dos cooperadores como expresso no artigo A obra de Publicação na Restauração do Senhor é igual. Ele apresenta princípios. Nunca houve qualquer indicação de que outras editoras deveriam ser dirigidas "a partir do norte" ou "pelo LSM".No entanto, o irmão Dong e seus cooperadores têm repetidamente atacado a comunhão e os próprios cooperadores em conferencias publicas em toda América do Sul e em outros lugares. A carta de advertência dos cooperadores, emitida quase quarto anos mais tarde, surgiu somente após os ataques e a obra divisiva em toda terra ficou claro que eles estavam intencionalmente levando a cabo uma obra separada e divisiva na restauração do Senhor.

22. Quem assume a responsabilidade do partidarismo e das divisões que tem se levantado e que diariamente aumenta nas igrejas locais devido à " A obra de Publicação na Restauração do Senhor" (livreto publicado pelo LSM), que inclui divisão de famílias na restauração do Senhor?

È um exagero dizer que as divisões estão aumentando diariamente entre as igrejas, até mesmo uma divisão já é muito. TA pergunta coloca a culpa da divisão a declaração dos cooperadores em A Obra de Publicação na Restauração do Senhor. Isso não tem fundamento. A divisão surge devido a deferentes ministérios com ensinos diferentes. Como indicou o irmão Lee no primeiro capitulo do livro Treinamento de Presbíteros, Livro 1: O Ministério do Novo Testamento:

Por que tem havido divisões, desde a época em que os apóstolos, incluindo Pedro e João, ainda estavam na terra? As divisões começaram a ocorrer a partir da última parte do primeiro século e continuam até o presente. Tem havido divisões e mais divisões, que tem causado todo tipo de confusão. Qual é a razão para tantas divisões? Todas surgiram simplesmente por causa de diversos assim chamados ministérios. (p. 17)

No tempo em que A obra de Publicação na Restauração do Senhor foi liberada, a disseminação por alguns de ensinamentos diferentes por alguns que queriam edificar seguidores pessoais já estava levando a restauração do Senhor para a direção da divisão. A obra de Publicação na Restauração do Senhor tem sido um grande resgate e preservação para aqueles que receberam a comunhão dos cooperadores. Aquela comunhão simplesmente indicou a intenção da comunhão dos cooperadores de continuar na mesma linha como estabelecida pelo ministério de Watchman Nee e Witness Lee. A responsabilidade por qualquer divisão que ocorreu recai sobre com aqueles que se desviaram do ensinamento dos apóstolos no Novo Testamento e começaram a ensinar diferentemente, isto é, Titus Chu, Dong Yu Lan, e seus cooperadores os quais promovem agressivamente os seus ensinamentos.

Os que ensinam diferentemente, causarão problemas primeiro para si mesmos e depois para os outros e para a restauração. Causarão danos a outros e depois à restauração. Tal dano é responsabilidade dos que ensinam diferentemente. (Treinamento de Presbíteros livro 3: A maneira de levar a cabo a visão, pp. 159-160)

Praticar a vida da igreja na base da localidade não é divisivo porque representar voltar a posição adequada e bíblica da igreja. Da mesma forma, o ministério geral na restauração do Senhor não é divisivo porque significa voltar ao ensinamento dos apóstolos no Novo Testamento. Assim como a base da localidade preserva a unidade localmente, assim conservar o ensinamento dos apóstolos preserva todas as igrejas em unidade universalmente.

Deve-se notar que o problema causado pela obra e ministério do irmão Dong precedeu muitos anos A obra de Publicação na Restauração do Senhor. Muitos santos e até muitos cooperadores do irmão Dong pararam de segui-lo pelas ultimas duas décadas porque eles não concordavam com o que eles viam no ministério e obra de Don Yu Lan. Alguns, por causa da consciência não podiam se reunir com aqueles que promoviam os ensinamentos de desvio de Dong Yu Lan. Muito tem sido forçado a sair e suas reputações tem sido atacada pelos cooperadores do irmão Dong. Em alguns casos, os obreiros do irmão Dong tem aconselhado as esposas e os filhos a abandonarem os maridos e os pais porque eles não se submeterem à liderança assumida de Dong Yu Lan. Isso é totalmente contrário às próprias palavras do Senhor (por exemplo, Mateus 19:6). Os cooperadores em toda restauração do Senhor emitiram a carta de advertência em 4 de Abril de 2009,13 em parte porque eles não estavam dispostos a permitir que tais práticas por Dong Yu Lan e seus cooperadores fossem tidas como se isso representasse o ministério do Senhor e a Sua restauração.

23. Porque estamos sendo acusados de promover ensinamentos falsos nas nossas publicações somente após a morte do irmão Lee e não antes, uma vez que nossas existem desde os anos 80?

A pergunta implica que o irmão Lee não tinha preocupação com a obra de publicação do irmão Dong. Isso não é verdade. Como mencionado na resposta na pergunta #21, Editora Árvore da Vida foi estabelecida para traduzir e publicar o ministério dos irmãos Watchman Nee e Witness Lee. O irmão Lee não estava feliz com a questão do irmão Dong publicar livros no seu próprio nome e disse a ele em diversas ocasiões.

Desde a partida do irmão Lee, três desenvolvimentos tem aumentado a preocupação sobre a obra do irmão Dong. Primeiro EAV de maneira crescente tem mudado sua ênfase para espalhar os ensinamentos do irmão Doping. Segundo, O ensinamento do irmão Dong tem se desviado ainda mais da verdade em muitos pontos. Terceiro o irmão Dong e seus cooperadores tem se tornado mais agressivo em propagar seus ensinamentos desviados na África, Europa, Japão, América Central, e América do Norte. Como resultado muitas igrejas sofreram dano e confusão. Tudo isso esta documentado na carta dos cooperadores datada de 4 de Abril de 2009, e no Website www.afaithfulwitness.org/portuguese/warnings/.

Nota: Esses 23 itens não são meramente declarações, mas pelo contrario são perguntas que esperamos os chamados "cooperadores entremesclados" algum dia respondam com a mesma diligencia e dedicação que usaram para tentar impor sobre nós a política de "uma única publicação", que tem causado divisão e contenda nas igrejas.

Essa nota é falsa e traz dissimulação. Muitas das perguntas são argumentativas e estão em forma de perguntas retóricas, que na verdade são declarações de uma opinião. Assim, a apresentação dessas perguntas como se você inocentes são fundamentalmente desonestas. Além disso, o uso de linguagem carregada claramente indica uma programação perniciosa para atribuir uma intenção maligna aos cooperadores.

O compilador dessas 23 perguntas finge ser sincero, inocente fazendo perguntas; isso em si mesmo é um engano. Ele é um partidário de Dong Yu Lan que agrediu a igreja em Madrid após a carta de advertência sobre o irmão Dong ter sido colocada na internet, dizendo: "Uma vez que o Senhor não fala mais a consciência de vocês e esse lixo de carta continuo sendo publicada, eu ordeno que meus comentários sejam publicados, porque estou determinado a levar a diante isso até as ultimas conseqüências em nome de Jesus!"

Como documentado acima, as maiorias das perguntas já foram totalmente respondidas, e o fato desse irmão dissidente ainda sentir liberdade de colocar essas perguntas na internet e reivindica como se elas não tivessem sido respondidas ainda minando assim sua própria credibilidade. É bem conhecido que o irmão Dong e seus cooperadores tem exortado os seus seguidores a não lerem a carta de advertência dos cooperadores ou qualquer material publicado pelo "Defense and Confirmation Project (DCP), nos Websites ou nos livros. Esses materiais contem as respostar para muitas perguntas feitas nesse documento. É realmente irônico o que esse irmão dissidente falsamente reivindica que essas perguntas foram feitas, mas não foram respondidas enquanto ele defende e apóia a obra tem proibido os seus seguidores de lerem as respostas às perguntas que foram feitas".

Conclusão

O fator intrínseco por trás desses dois assuntos levantados nessas 23 perguntas- A liderança dos cooperadores na restauração do Senhor e a comunhão deles sobre ser restrito a uma única publicação- é o desejo de alguns de fazer uma obra separada e independente para edificar seguidores próprios entre as igrejas na restauração do Senhor. Aqueles que não estão dispostos a trazer sua própria obra a esfera da comunhão dos cooperadores desejam eles mesmo ser líderes. Eles reivindicam ser lideres publicando suas próprias publicações com os seus próprios ensinamentos. Portanto, diferentes publicações vêm de diferentes ministérios. Uma vez que há um ministério diferente, você tem uma divisão.

Precisamos ver esse princípio no decorrer de toda a era cristã. Todos os problemas, divisões e confusões vieram da tolerância aos ministérios diferentes. Muitos mestres cristãos conheceram o perigo desses ministérios; contudo, os toleraram. Tem havido tolerância a ministérios diferentes. Não devemos crer que, na restauração do Senhor, a longo prazo, eles nunca mais penetrarão sorrateiramente. Pelo contrário, devemos estar alertas. Tal perigo está à nossa frente. Se não formos vigilantes, se formos descuidados, de um modo ou de outro o inimigo usará sorrateiramente alguns meios ou maneiras de introduzir ministérios diferentes. Tal acontecimento terminaria com a restauração do Senhor. (Treinamento de Presbíteros, Livro 1: O ministério do Novo Testamento, p. 20)

A obra de Publicação na Restauração do Senhor reflete uma vigilância adequada entre os cooperadores para salvaguardar a restauração do Senhor do dano causado por diferentes ministérios que promovem ensinamentos diferentes através de diferentes publicações que resulta em divisão. Aqueles que tem atacado a questão de ser restrito a uma única publicação e a liderança na restauração do Senhor são causadores de divisão. Todos os que desejam ser preservados na unidade genuína e em unanimidade devem afastar-se deles (Rm 16:17)


Notas:

1 Defense and Confirmation Project (DCP), quem preparou essas respostas, adota o principio de ser restrito a uma única publicação. Assim, todas as publicações do DCP, sejam eletrônicas ou impressas, são originadas e feitas em comunhão e submetidas à revisão dos cooperadores na restauração do Senhor.

2 Os livros citados do DCP estão disponíveis de forma eletrônica no site www.afaithfulword.org/portuguese/ebooks.html. Livros da serie intitulada "Uma Palavra Fiel" também podem ser pedidas usando o botão no final da pagina. As solicitações serão atendidas dependendo da disponibilidade.

3 Disponível no site www.afaithfulword.org/portuguese/articles/Blending.html e no livro A Direção e a Liderança da Restauração do Senhor (ver nota 2).

4 Disponível no www.afaithfulword.org/portuguese/articles/DiscerningAuthority.html e no livro Discernir Adequadamente a Autoridade Espiritual para Seguir o Senhor Corretamente (vera nota 2).

5 Disponível no www.afaithfulword.org/portuguese/articles/Scriptural.html e no livro A Base Bíblica da Unica Publicação (1) (ver nota 2 )

6 Disponível no www.afaithfulword.org/portuguese/articles/spec_gen.html.

7 Disponível no www.afaithfulword.org/portuguese/articles/personal.html.

8 Disponível no www.afaithfulword.org/portuguese/articles/AttacksOnLSM.html e no livro Acerca dos Ataques ao Living Stream Ministry (ver nota 2).

9 Disponível no www.afaithfulword.org/portuguese/articles/Scriptural.html.

10 Disponível no www.afaithfulword.org/portuguese/articles/Hist_Rev.html.

11 Disponível no www.afaithfulword.org/portuguese/articles/HongKongBkrm.html.

12 Disponível no www.afaithfulword.org/portuguese/articles/sit_pers.html.

13 Disponível no www.afaithfulwitness.org/portuguese/warnings/Co-workers.pdf. e no livro Uma Carta de Comunhão e Advertência / A Mesa do Senhor e a Unidade do Corpo (ver nota 2).

© 2009-2018 DCP. Todos os direitos reservados.
O DCP é um projeto que visa defender e confirmar o ministério neotestamentário de Watchman Nee e Witness Lee e a prática das igrejas locais.
email